Ex-Santa destaca a importância de um hospital ligado ao ensino da Medicina com atividades práticas desde o primeiro ano

Dr. Irineu Massaia, professor da Faculdade Santa Casa de SPO momento de escolher uma instituição de ensino para cursar Medicina é fundamental para o futuro médico, de acordo com o Prof. Dr. Irineu Massaia. O ex-Santa relembra, nesta entrevista concedida ao Conectar, a época de sua graduação, além de compartilhar os desafios da área e como concilia suas diversas atividades, pois acumula as funções de professor assistente da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, diretor do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, presidente da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar, vice-presidente da COREME (Comissão de Residência Médica) da Santa Casa de SP, assistente do Serviço de Emergência e do Departamento de Medicina.

Conectar – Por que o senhor escolheu a Medicina?
Dr. Massaia – Eu sempre gostei de saúde, bem-estar e do ambiente hospitalar. Eu queria poder ajudar as pessoas e ser médico permite isso. Entrei na Faculdade com 16 anos e, desde essa época, já tinha muito respeito e admiração pela profissão.

Conectar – Como o senhor consegue conciliar tantos cargos?
Dr. Massaia – Acredito que tudo é questão de organização e desenvolvi muito isso a partir de exemplos de grandes professores da Santa. A máxima: “Nunca deixe para amanhã o que se pode fazer hoje” deve ser seguida. A organização faz com que minha atuação profissional não atrapalhe minha vida pessoal. Considero uma das maiores virtudes de um gestor, a capacidade de montar equipes e organizá-las de maneira com que não se necessite estar sempre presente a cada passo do processo. É delegar com qualidade e cobrar resultados. Procuro desenvolver no grupo o senso de comprometimento e corresponsabilidade. Dessa forma, todos podem crescer.

Conectar – Nos desafios enfrentados, o senhor consegue aplicar o que foi aprendido na Faculdade Santa Casa de São Paulo?
Dr. Massaia – Sim, acredito que o mérito de conciliar médico, professor e gestor deve-se à filosofia da FCMSCSP que é ser ético, resiliente e bem preparado tecnicamente. Tenho como exemplos alguns profissionais como o Prof. Dr. Valdir Golin, o Prof. Dr. Carlos Aberto da Conceição Lima, o Prof. Dr. Raimundo Raffaelli Filho e o Prof. Dr. Igor Mimica.

Conectar – O senhor tinha alguma atividade extracurricular na Faculdade?
Dr. Massaia – Sim, eu sempre fui da atlética e participava de competições. Fiz atividades esportivas do primeiro ao sexto ano da graduação. Conciliei boas notas com os treinos que aconteciam todos os dias. Até ganhei medalhas quando representei a Faculdade no futebol de salão e de campo.

Conectar – Quais dicas o senhor poderia dar para aqueles que estão escolhendo uma instituição de ensino para cursar Medicina?
Dr. Massaia – Hoje e sempre, o mais importante é ter um hospital de ensino ligado à instituição e ter atividades práticas desde o primeiro ano. São poucas escolas que oferecem isso, como a Santa Casa de São Paulo. Propiciar o contato com o paciente é um grande diferencial.

Conectar – O que o senhor gostaria de dizer àqueles que estão ingressando no curso de Medicina?
Dr. Massaia – Estudar muito e procurar ter bons exemplos na vida. Outra máxima que eu sempre ressalto é: “Diga-me com quem tu andas, que eu direi quem tu és”. Essa frase vale muito também na Medicina, pois ter excelentes professores e referências pessoais ajudam bastante. Outro conselho é ficar ligado sempre ao ambiente acadêmico, o que favorece o contínuo crescimento profissional.

Conectar – Em sua opinião, quais fatores fazem do médico um bom profissional?
Dr. Massaia – Eu acredito que a atuação do médico deve ser pautada em quatro pilares: ensino, assistência, pesquisa e gestão. Esse é o alicerce do bom médico.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 36, em 11/3/2014. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Atuação profissional em Serviço de Emergência requer conhecimentos sólidos e raciocínio rápido

Quase todos já precisaram, algum dia, dos serviços da emergência médica. A área recebe desde simples ferimentos até problemas mais graves que necessitam de atendimento imediato

Prof.ª Dra. Sandra Regina S. SprovieriDe acordo com Prof.ª Dra. Sandra Regina S. Sprovieri, coordenadora da disciplina de Emergências em Clínica Médica da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, a especialidade é apresentada no quinto e sexto anos do curso de Medicina. “No quinto ano, os alunos participam de plantões noturnos e conhecem na prática os atendimentos, sempre monitorados por preceptores. No sexto ano, os alunos participam da prática com grupo de preceptores da horizontal e nas aulas teóricas, são apresentados os mais variados temas dentro da emergência, em frentes como pneumologia, neurologia, psiquiatria, endocrinologia, nefrologia, cardiologia e infectologia”, entre outros, afirma.

Segundo a professora, na emergência clínica, os profissionais não dependem da presença do especialista para o adequado e pronto atendimento médico, pois todos os preceptores possuem formação geral e são capazes de discutir qualquer tema. “Quem trabalha na emergência deve possuir raciocínio muito rápido, pois a decisão tem que ser imediata frente ao quadro crítico do paciente. Nós já reconhecemos os alunos que contam com esse perfil, uma vez que muitos deles concluem o curso gostando realmente da área”, enfatiza a professora.

A Dra. Sandra afirma ainda que o campo de atuação é bastante amplo e recebe tanto profissionais recém-formados quanto os mais experientes, como o Professor Valdir Golin, pioneiro nesta longa jornada, hoje diretor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, que com toda sua experiência e sabedoria proporciona aos mais jovens o privilégio de participar semanalmente de visitas aos pacientes do Serviço de Emergência à beira do leito.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 24, em 20/8/2013. Assine nossa newsletter http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Quer ganhar o livro “Condutas em Urgências e Emergências para o clínico”? Veja como.

Neste dia 18 de outubro, Dia do Médico, damos início ao Concurso Cultural “Saúde com Qualidade”. O concurso é aberto a todos os profissionais ou estudantes da área de saúde que já tenham visitado a página da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo no Facebook – www.facebook.com/faculdade.santacasasp – e que elaborem uma frase em resposta à seguinte questão:

—————————————————————

Por que escolhi ser um profissional de saúde?

—————————————————————

Atenção ao regulamento:

  • A pergunta deverá ser respondida em apenas uma frase e precisa conter, no máximo, 50 palavras.
  • A comissão avaliadora irá analisar os seguintes critérios: objetividade, adequação ao tema, originalidade e criatividade.
  • O profissional ou estudante poderá participar apenas uma vez e deverá enviar a sua frase para o e-mail comunicacao.marketing@fcmsantacasasp.edu.br, identificando o campo assunto como “Concurso Cultural”, e informar no corpo do e-mail seu nome completo e profissão ou curso em andamento (no caso de estudante na área de saúde).
  • Na sequência, localize na página do Facebook, no endereço www.facebook.com/faculdade.santacasasp, o post identificado como “Saúde com Qualidade” (conforme ilustração), alusivo a este concurso cultural, e escreva o comentário “Eu quero ganhar este livro e já estou participando!”
  • O prazo limite para o envio da frase é dia 1º/11/2012. Não serão consideradas mensagens recebidas após essa data.
  • Cada participante receberá um aviso de confirmação de recebimento de seu e-mail em até 48 horas.
  • O resultado será divulgado neste blog e na página da Faculdade mantida no Facebook no dia 12/11/2012 e o ganhador poderá optar por receber seu livro na sede da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo ou por correio.
  • Desde já, os participantes concordam em ceder o direito de uso de sua imagem ou depoimento com o objetivo de tornar público o resultado deste concurso, cujo caráter é exclusivamente recreativo e cultural.

O ganhador receberá, assim, um exemplar do livro “Condutas em Urgências e Emergências para o clínico”, uma cortesia da Editora Atheneu, que tem como editores o Dr. Valdir Golin, diretor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, e Drª. Sandra Regina S. Sprovieri, coordenadora Clínica do Serviço de Emergência da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

Para outras informações sobre a publicação, clique aqui.