Palestra sobre saúde auditiva para músicos na FCMSCSP

Fonoaudióloga Katya Freire

Fonoaudióloga Katya Freire

O curso de Graduação em Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo promoverá no dia 18/6, quinta-feira, das 14h às 16h, a palestra Quem ama cuida: Proteja sua audição – Saúde auditiva nos profissionais da música. Proferida pela fonoaudióloga Katya Freire, diretora da clínica Audicare, o evento é organizado pelo Centro Acadêmico Otacílio Lopes Filho (Caol) e da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa). O encontro é destinado aos alunos e colaboradores da FCMSCSP e da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP) e será realizado no Anfiteatro Emilio Athié.

 
Investimento 
– Alunos da FCMSCSP: 10 reais (pagamento no local)
– Funcionários: isento
 
Local:
Anfiteatro Emilio Athié: Rua Dr. Cesário Motta Jr., 112 – Vila Buarque, São Paulo (SP) 
Anúncios

Saúde Auditiva: tema da campanha da Fonoaudiologia da FCMSCSP

Alunos e professores de Fonoaudiologia participam da Feira da Saúde 2015

Alunos e professores de Fonoaudiologia participam da Feira da Saúde 2015

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo participa hoje da 17ª edição da Feira da Saúde, realizada das 8h30 às 17h, no Pateo do Collegio, na região central da cidade de São Paulo (SP).  Promovida anualmente pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), o evento acontece em comemoração ao Dia Mundial da Saúde.  Com a presença de outras instituições, a Feira contará ainda com aferição de pressão, testes de glicemia, oftalmologia e ações diversas de prevenção.

Neste ano, a FCMSCSP apresentará campanha voltada à saúde auditiva e ações de conscientização a respeito do tema.  “Para essa edição da Feira, nossa proposta é avaliar como as pessoas estão cuidando da saúde auditiva e verificar se usam adequadamente aparelhos de mp3 esmartphones. Também vamos fazer ações de prevenção a perdas auditivas, que compreendem a conscientização de problemas desencadeados pela exposição a sons em alta intensidade”, comenta a professora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Dra. Noemi Takiuchi, que também organiza a participação da Faculdade no evento.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de um bilhão de adolescentes e jovens adultos apresentam-se em situação de risco para perdas auditivas, devido a hábitos inadequados relacionados às atividades de ouvir música e frequentar ambientes ruidosos para entretenimento. Em dados de 2011, a Organização aponta que cerca de 28 milhões de pessoas já sofrem com algum problema auditivo, número que é crescente.

Para a prevenção dessas possíveis perdas da audição, a professora Noemi ressalta a atenção ao volume na hora de utilizar aparelhos de som e o cuidado na exposição a barulhos muito intensos.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 62, em 7/4/2015. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.