Livros “Ensino de Graduação em Saúde” e “Saúde e História de Migrantes e Imigrantes”: lançamentos no dia 10/6

No próximo dia 10/6/2014, terça-feira, às 10h30, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo promove o lançamento dos livros “Ensino de Graduação em Saúde: ingresso e inserção profissional” e “Saúde e História de Migrantes e Imigrantes”. Confira o convite e prestigie os autores!

Ensino na Graduação em Saúde - FCMSCSP

Anúncios

Curso Teórico-Prático Cirurgia da ATM – Aberta e Artroscópica

Cuso teórico-prático Cirurgia da ATM_Faculdade Santa Casa de SPEstão abertas até o dia 16/5 as inscrições para o Curso Teórico-Prático Cirurgia da ATM – Aberta e Artroscópica, que será realizado nos dias 24 e 25 de maio, sábado e domingo, no Departamento de Morfologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, na rua Dr. Cesário Motta Jr., 112, Vila Buarque, São Paulo (SP). O programa tem a coordenação do Prof. Dr. Ronaldo de Freitas e da Prof.ª Dra. Mirna Barros e é promovido pela FCMSCSP. As vagas são limitadas.


PROGRAMAÇÃO

24 de maio, sábado

MÓDULO I – TEÓRICO

8h às 8h30:         Anatomia e Fisiologia da ATM (Mirna Barros / Bianca Liquidato)
8h30  às 9h30:    Imaginologia da ATM (TC e RM) – Aula e Discussão  (Rita Pincerato)
9h30 às 9h50:     Coffee Break
9h50 às 10h15:   Tratamento Clínico e Artrocentese das DTMs (Alan Canto)
10h15 às 10h45:  Bases da Cirurgia Vídeo Assistida (Ronaldo de Freitas)
10h45 às 11h15:  Artroscopia de ATM  – Indicações, Técnicas e Complicações (Fernando Maciel)
11h15 às 11h30:  Acessos Cirúrgicos para ATM (Passo a Passo) (Ronaldo de Freitas)
11h30 às 12h:     Discussão
12h às 13h30:     Almoço
13h30 às 14h:     Tratamento Cirúrgico dos Deslocamentos de Disco Articular sem Redução – Plicatura e Ancoragem (Ronaldo de Freitas)
14h às 14h25:     Tratamento da Luxação Recidivante (Manuela Pinotti)
14h25 às 14h50:  Tratamento dos Tumores Benignos da ATM (Ronaldo de Freitas)
14h50 às 15h15:  Hiperplasia Condilar – Diagnóstico e Tratamento (Fernando Maciel)
15h15 às 15h40:  Anquilose de ATM em pacientes adultos (Ronaldo de Freitas)
15h40 às 16h10:  Discussão
16h10 às 16h30:  Coffee-Break
16h30 às 16h55:  Reconstrução Biológica da ATM (Fernando Maciel)
16h55 às 17h20:  Anquilose de ATM em pacientes pediátricos (Ronaldo de Freitas)
17h20 às 18h:     Discussão

 

25 de maio, domingo

MÓDULO II – Prá
tico Laboratorial – Hands On (em espécime)

 7h30 às 12h: Artroscopia de ATM
12h às 13h:    Almoço
13h às 16h30: Cirurgia para Ancoragem
16h30h às 16h45 – Entrega de certificados e encerramento

INVESTIMENTO

Total:
R$ 5.000,00 (R$ 2.000,00 no ato mais duas parcelas de R$ 1.500,00 para 30 e 60 dias)

Desconto de 10% para membros do CBCTBMF (Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial):
R$ 4.500,00 (R$ 2.000,00 no ato mais duas parcelas de R$ 1.250,00 para 30 e 60 dias)

===============================================================================
Mais informações
– Dúvidas sobre o curso (programação, abordagem, conteúdo e atividades programadas): tel. (11) 2176-7000, ramal 5509, com Dra. Bianca.
– Dúvidas sobre inscrições (processamento da inscrição, problemas na emissão de boletos ou outros): tel. (11) 3367-7894.Inscrições: clique aqui.

Dia Mundial do AVC: mutirão esclarece dúvidas da população

AVCNo sábado, dia 26, com a participação de alunos da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e de médicos da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, foi iniciado um mutirão para instruir a população sobre o AVC (Acidente Vascular Cerebral), conhecido popularmente como derrame. A iniciativa marca o Dia Mundial do AVC e tem a coordenação da Liga de Neurologia da Santa Casa de São Paulo, liderada pelo neurologista Dr. Rubens Gagliardi, professor da FCMSCSP. Nos dias 28, 29 e 30/10, a ação terá continuidade e será realizada das 9h às 13h, nas estações de metrô Barra Funda, Sé, Brás e República, em São Paulo.

Dia Mundial do AVC

Segundo a Organização Mundial do AVC, uma em cada seis pessoas no mundo terá um AVC ao longo da vida. Cerca de 16 milhões de pessoas têm a doença por ano e, desse total, por volta de 6 milhões não sobrevivem. O acidente vascular cerebral ocorre quando há  a insuficiência no fluxo sanguíneo em uma determinada parte do cérebro. Esse fator pode gerar causas diversas: hipertensão arterial, diabetes, cardiopatia, tabagismo, sedentarismo, obesidade, aneurismas. O paciente recuperado de um AVC pode apresentar algum tipo de sequela, como é o caso de paralisação de parte do corpo e dificuldade na fala.a de São Paulo, liderada pelo neurologista Dr. Rubens Gagliardi, professor da FCMSCSP. Nos dias 28, 29 e 30/10, a ação terá continuidade e será realizada das 9h às 13h, nas estações de metrô Barra Funda, Sé, Brás e República, em São Paulo.

Disciplina de Terapia Intensiva apresenta ao aluno panorama completo do serviço de UTI

Prof. Elzo PeixotoMinistrada no 4º e 6º anos do curso de Medicina, a disciplina de Terapia Intensiva aborda as situações que envolvem o paciente grave ou de risco, possibilitando ao aluno o reconhecimento dos sinais de gravidade da doença e o desenvolvimento da avaliação crítica na indicação da internação em UTI.

De acordo com Elzo Peixoto, professor instrutor da disciplina de Medicina Intensiva da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, no 4º ano da graduação, a área tem como finalidade proporcionar ao aluno noções básicas do comprometimento clínico dos pacientes gravemente enfermos e de risco, incluindo avaliação de indicação para a internação em unidade de terapia intensiva e investigação diagnóstica.

“É uma abordagem mais teórica, porém alguns aspectos como reanimação cardiopulmonar, ventilação mecânica e monitorização multiparamétrica são realizados em manequins ou equipamentos específicos”, diz.

Já no 6º ano, o aluno recebe noções teóricas sobre assistências ventilatória, nutricional, hemodinâmica e áreas específicas, além de atividades práticas com manequins de reanimação cardiopulmonar e vias aéreas, em curso introdutório às atividades em terapia intensiva. Em seguida, o aluno é incorporado à equipe da Unidade e participa do atendimento aos doentes internados, sempre com supervisão dos residentes e assistentes médicos do serviço. O objetivo é estabelecer o contato direto com o doente grave, buscando a experiência prática no desenvolvimento da prescrição de fármacos e de outras terapias como a renal substitutiva, técnicas de monitorização e de suporte à vida. Ainda segundo o professor, também há a discussão de casos e artigos científicos no incremento do conhecimento na área.

“A disciplina coloca o estudante em contato com o arsenal tecnológico disponível no serviço, como ventiladores mecânicos, monitores multi-paramétricos, cardioversores, marca-passo cardíaco, hemodialisador, entre outros. Promove também o conhecimento da sistemática de funcionamento da unidade, como admissão e alta de pacientes, visitas de equipes externas e de familiares, e noções de índices prognósticos nos doentes de terapia intensiva”, conta.

Para o professor, o mercado de trabalho para este nicho está aquecido, resultado do movimento natural que ocasiona o aumento do número de leitos em terapia intensiva. “O aluno que objetivar esta carreira tem grande chance de se colocar na área assim que terminada a especialização”, analisa.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 27, em 1º/10/2013. Assine nossa newsletter http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Aumento da procura pela fertilização assistida é resultado de mudanças no comportamento dos casais

A fertilização assistida possibilita que casais com dificuldades para engravidar possam gerar um filho, além de permitir a gestação para produções independentes e homoafetivas. A técnica in vitro consiste na junção de óvulos e espermatozoides, em um ambiente que simula o das trompas e, depois, são transferidos para o útero da mãe, onde irão se desenvolver.

Prof. Dr. Newton Eduardo BussoDe acordo com o Prof. Dr. Newton Eduardo Busso, coordenador do curso de pós-graduação em Infertilidade Conjugal e Reprodução Humana Assistida da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, uma das razões para o aumento da procura pela técnica é a mudança de comportamento dos casais, que estão decidindo ter filhos em uma idade mais avançada. “Hoje, verificamos que a mulher quer priorizar sua formação acadêmica e a evolução de sua carreira. Dessa forma, a decisão de engravidar é tomada em uma idade em que as chances são menores”, declara.

O especialista afirma que a média da primeira gravidez saltou dos 25 para os quase 30 anos. “Em linhas gerais, após os 35 anos, as chances de engravidar começam a diminuir, tanto espontaneamente quanto com os tratamentos. A média de sucesso para a fertilização in vitro é de 35% a 50%, índices que se reduzem depois desta faixa etária”, explica. Alguns dos comportamentos que também diminuem as chances de fertilização são: obesidade, consumo de álcool e cigarro, além de doenças sexualmente transmissíveis.

Para o professor, a doação e o congelamento de óvulos abrem novas perspectivas de gravidez para mulheres após os 40 anos de idade. “A mulher pode se preparar congelando seus óvulos em uma idade em que eles são mais ‘sadios’. Com isso, no futuro, ela poderá tentar engravidar ou até realizar uma produção independente com óvulos teoricamente melhores”, comenta.

O Dr. Busso reforça ainda que a tecnologia vem propiciando a gravidez a casais que, há alguns anos, não teriam a menor condição de gerar um filho. De acordo com o professor, “Quando se aumenta a possibilidade de um resultado positivo, automaticamente cresce o número de pessoas que buscam esse método. Segundo o médico, em um passado recente, homens que tinham um número muito baixo de espermatozoides não conseguiam ter filhos, nem com os tratamentos da época. “A nova técnica, que permite colocar um espermatozoide dentro do óvulo, fez com que esses homens tivessem essa possibilidade”, afirma.

Outra vertente da fertilização assistida é realizada para casais homoafetivos femininos e masculinos. O Dr. Busso cita também a gravidez independente, em que a mulher utiliza um banco de sêmen. “O homem também pode realizar a produção independente com o óvulo de uma doadora desconhecida, transferindo o embrião para o útero de uma parente sua para realizar a gestação. Isso é ético e legal”, finaliza.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 25, em 4/9/2013. Assine nossa newsletter http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Especialização em Enfermagem Pediátrica da Faculdade Santa Casa de São Paulo oferece aulas práticas como diferencial

Prof.ª RosemeireCom o objetivo de capacitar profissionais para atuar no mercado de trabalho, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo oferece o curso de pós-graduação lato sensu em Enfermagem Pediátrica. As inscrições podem ser feitas até o dia 7 de agosto, pelo site da Instituição: www.fcmsantacasasp.edu.br.

De acordo com a Prof.ª Rosemeire dos Santos Vieira, coordenadora da Especialização em Enfermagem Pediátrica, o curso tem como objetivo suprir o número reduzido de enfermeiros especializados na área. “É um setor com muitas vagas e, quando o profissional se torna especialista, a tendência é que seja rapidamente absorvido pelo mercado de trabalho, até mesmo durante o curso”, diz.

Ao concluir a especialização, estruturada em parceria com o Hospital Central da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, o aluno estará apto a prestar assistência humanizada à criança e ao adolescente em seu processo de crescimento, de desenvolvimento psicomotor e intelectual, e na ocorrência de eventuais doenças. Além disso, o curso se propõe a desenvolver o pensamento crítico e a tomada de decisão no planejamento e prestação de assistência e promoção da saúde do binômio criança/família.

Segundo a Prof.ª Rosemeire, um dos diferenciais dessa pós-graduação é a extensa carga horária prática. “Cursos similares em outras instituições apresentam poucas horas ou nenhuma carga horária destinada a atividades práticas. A especialização da Faculdade Santa Casa de São Paulo conta com 92 horas de prática, que são fundamentais, pois permitem o desenvolvimento de habilidades, destreza, no cuidado à criança e família. Além disso, as atividades práticas são desenvolvidas nas unidades pediátricas do Hospital da Santa Casa, que é referência para todo Brasil”, enfatiza.

O processo seletivo será realizado por meio de prova escrita, entrevista e análise de curricular.

Serviço:
• Curso: Especialização em Enfermagem Pediátrica
• Período de inscrição: de 17/6/2013 a 7/8/2013
• Processo Seletivo: 13/8/2013
• Divulgação dos aprovados:  20/8/2013
• Período de matrícula: 21/8/2013 e 22/8/2013
• Início das aulas: 4/9/2013
• Duração do curso: 12 meses
• Investimento:  15 parcelas mensais de R$ 560,00
• Vagas: 30

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 22, em 23/7/2013. Assine nossa newsletter http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Comece a sua especialização agora

Para quem pretende cursar uma pós-graduação, iniciando a especialização lato sensu ainda neste segundo semestre de 2013, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo oferece as seguintes opções com inscrições abertas até o próximo dia 7 de agosto, quarta-feira:
Especialização lato sensu

– Enfermagem na Assistência ao Adulto em UTI (noturno)
– Enfermagem Clínica e Cirúrgica INSCRIÇÕES PRORROGADAS ATÉ 16/8
– Enfermagem Pediátrica
– Psicopatologia Fenomenológica
– Tecnologia no Diagnóstico por Imagem: RM e TC

Consulte mais informações nos links acima ou entre em contato pelos  telefones: (11) 3367-7888 e 3367-7887.