FCMSCSP recebe referência internacional em Psicopatologia Fenomenológica

Prof. Dr. Otto Dörr Zegers e o Prof. Dr. Guilherme Messas

Prof. Dr. Otto Dörr Zegers e o Prof. Dr. Guilherme Messas

No dia 10 de setembro, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo recebeu o Prof. Dr. Otto Dörr Zegers, psiquiatra, professor titular da Universidad de Chile e da Universidad Diego Portales (Chile) e diretor do Centro de Estudios de Fenomenología y psiquiatría da Universidad Diego Portales. O professor proferiu duas palestras. A primeira examinando o tema depressão e a segunda versando sobre a pós-modernidade.

A palestra, uma iniciativa do Prof. Dr. Guilherme Messas, coordenador do curso de Pós-Graduação em Psicopatologia Fenomenológica da FCMSCSP, reuniu alunos, profissionais da área e interessados no tema provenientes de diversas instituições da cidade de São Paulo (SP). “O professor Otto Dörr é um dos grandes expoentes, talvez o maior nome atual da psiquiatria fenomenológica na América Latina. Convidamos o professor a oferecer as conferências na Faculdade, pois a FCMSCSP destaca-se por ser o principal centro de Psiquiatria Fenomenológica do Brasil”, afirma o Prof. Messas.

Além disso, de acordo com o doutor, realizar trabalhos em conjunto estreita ainda mais o relacionamento das instituições, o que só tende a acrescentar em conteúdo aos estudantes e profissionais que se interessam pela área.
Entre os dias 29 e 31 de outubro, por exemplo, o Prof. Dr. Messas estará presente na “17th International Conference on Philosophy, Psychiatry and Psychology” – International Network for Philosophy and Psychiatry INPP 2015, evento realizado no Chile pela Universidad Diego Portales, na qual o professor da FCMSCSP será recepcionado pelo Dr. Otto Dörr. “Esse é um dos principais congressos de Humanidades e Psiquiatria do mundo, no qual a FCMSCSP estará presente, apresentando sua contribuição na área de psiquiatria fenomenológica”. Na oportunidade, o Prof. Dr. Guilherme Messas apresentará o trabalho “Three essential forms of vulnerabilities to drug misuse and psychoses”, que trata das relações entre uso de drogas e quadros psicóticos.

 

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 74, em 22/9/2015. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

A Terapêutica e suas bases na Psicopatologia Fenomenológica

Imagem blog -Com o objetivo de refletir sobre casos clínicos complexos em saúde mental, no dia 30 de maio, sábado, das 9h30 às 16h15, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo em parceria com a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo promove o curso “O Tratamento dos Casos Complexos em Saúde Mental: a Terapêutica e suas bases na Psicopatologia Fenomenológica”.

Destinado aos profissionais da área de saúde, educação e rede pública, além de interessados no tema, o curso aborda, a partir de análise psicopatológica acurada,  temas como: Casos de condução complexa; Novas Terapêuticas; Psicoses na dependência química e outros.

Local: Rua Major Maragliano, 241, Vila Mariana – São Paulo – SP.

Programação:

9h30 – 10h               Abertura

Prof. Dr. Quirino Cordeiro Jr. (FCMSCSP)

Prof. Dr. Guilherme Messas (FCMSCSP)

10h – 10h30             Condução de casos complexos no CAISM da Santa Casa

Prof. Dr. Quirino Cordeiro Jr. (FCMSCSP)

10h30 – 11h             As psicoses na dependência química

Prof. Dr. Guilherme Messas (FCMSCSP)

11h – 11h30             Os casos complexos em saúde mental infantil

Daniela Ceron-Litvoc (Mestra pela Unifesp)

11h30 – 12h             Debate e perguntas

12h – 14h                 Intervalo

14h – 14h30             Articulação da rede pública de saúde mental na clínica dos casos complexos

Ana Maria Thomé (Coordenadora de Saúde Mental de Jundiaí)

14h30 – 15h             Como pensar uma clínica que atenda às demandas dos usuários que não aderem aos serviços de saúde mental?

Laura Vitucci (Especialista pela FSP-USP)

15h – 15h30             Os casos de condução complexa no Hospital Geral

Leonardo Peroni de Jesus (Psiquiatra do Instituto de Psiquiatria do HC-FMUSP)

15h30 – 16h             Avaliação da sintonia social e a experiência do Eu no processo de inserção dos pacientes no Caps

Julio Cesar Menéndez Acurio (Psiquiatra do CAISM)

16h – 16h15             Encerramento

Coordenação:
Prof. Dr.  Guilherme Messas (Coordenador do curso de Esp. em Psicopatologia Fenomenológica da FCMSCSP)

Prof. Dr. Quirino Cordeiro Jr. (Chefe do Depto. de Psiquiatria da FCMSCSP)

Investimento:

  • Profissionais da Rede Pública, Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e alunos da FCMSCSP: R$ 120,00
  • Demais participantes: R$ 150,00

Inscrições e mais informações: www.fcmsantacasasp.edu.br

 

 I Simpósio Internacional de Psicopatologia Fenomenológica

De 20 a 22 de novembro de 2014, quinta, sexta-feira e sábado, será realizado na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo o I Simpósio Internacional de Psicopatologia Fenomenológica – Tradição e atualidade da psicopatologia fenomenológica. A realização é da FCMSCSP e da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Será uma excelente oportunidade para debater o tema com convidados muito especiais. Registre o seu interesse em participar deste evento, ao final deste post, e seja informado quando as inscrições estiverem abertas. Confira: Coordenação Geral

  • Guilherme Messas, coordenador do curso de pós-graduação em Psicopatologia Fenomenológica da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

Comissão Organizadora

  • Andrés Antúnez (USP)
  • Cristiane Messas (FCMSCSP)
  • Maurício Viotti Daker (UFMG)
  • Melissa Tamelini (HCFMUSP)
  • Quirino Cordeiro Junior (FCMSCSP)
  • Virgínia Moreira (UNIFOR)

  Palestrantes Internacionais*

  • Georges Charbonneau,  doutor em Medicina, diretor de Pesquisa, Université Paris VII – Denis Diderot e presidente da Association le Cercle Herméneutique
  • Gilberto Di Petta, médico especialista em neuropsiquiatria – Psiquiatra do Departamento de Adicções – Departamento de Saúde Mental, Hospital Psiquiátrico de Nápoles II e vice-presidente da Società Italiana per la Psicopatologia Fenomenologica
  • Otto Dörr-Zoegers, doutor em Medicina – Faculdade de Medicina – Universidade Diego Portales, Santiago, Chile e Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina – Universidade de Chile

  Palestrantes Nacionais*

  • Andrés Antunez (USP)
  • Cristiane Stravino Messas (FCMSCSP)
  • Guilherme Messas (FCMSCSP)
  • Luis Guilherme Streb (UFRGS)
  • Maurício Viotti Daker (UFMG)
  • Mauro Aranha-Lima (CREMESP)
  • Melissa Tamelini (HCFMUSP)
  • Nelson Coelho Jr. (USP)
  • Octávio Serpa (UFRJ)
  • Paulo Dalgalarrondo (UNICAMP)
  • Virgínia Moreira (UNIFOR)

  Temas a serem discutidos

  • Fenomenologia e as influências de Karl Jaspers
  • A psicoterapia fenomenológica
  • Fenomenologia, psicanálise e neurociências
  • Fenomenologia da toxicomania
  • Fenomenologia da depressão
  • Fenomenologia das esquizofrenias
  • Fenomenologia da histeria

  Valores de Inscrição**

  • R$450,00 – Médicos
  • R$300,00 – Residentes, egressos FCMSCSP, demais participantes
  • R$150,00 – Estudantes de graduação

* A programação está sujeita a alterações sem prévio aviso. ** Os valores são referência para o mês de julho de 2014 e serão confirmados posteriormente. REGISTRE SEU INTERESSE Seja informado sobre a abertura das inscrições, preenchendo o formulário abaixo:

 

Aumenta expectativa de vida de pessoas com síndrome de Down

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo realiza curso sobre o tema nos dias 20 e 21 de março, quinta e sexta-feira, das 17h às 20h, nos Anfiteatros Prof. Dr. Paulo Augusto Ayrosa Galvão e Prof. Dr. Emilio Athié

A data de 21 de março marca o Dia Internacional da síndrome de Down. De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil possui 300 mil pessoas com a alteração genética. No passado, sua expectativa de vida era, em média, de 20 anos, mas, em virtude do avanço dos tratamentos médicos, hoje existem casos de indivíduos que chegam e ultrapassam os 60 anos.

Dra. Sandra PiresDe acordo a Dra. Sandra Cristina Fonseca Pires, professora instrutora do curso de Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, uma das principais causas da morte precoce era a cardiopatia, disfunção no coração que acomete 60% dos nascidos com síndrome de Down. “Antigamente não se tinha condições de operar casos de cardiopatias que tem necessidade de intervenção no primeiro ano de vida, com o avanço tecnológico e científico, hoje essa prática é rotina e dá condições de melhor expectativa de vida. Soma-se também toda qualidade de vida que hoje se consegue promover com ações melhores na área da saúde como um todo”, afirma.

A síndrome de Down é uma alteração genética resultante da presença de um cromossomo a mais, o de número 21, por isso, também é conhecida como trissomia 21. A maioria das pessoas com o problema apresenta a denominada trissomia 21 simples, o que significa que um cromossomo extra está presente em todas as células do organismo, devido a um erro na separação dos cromossomos 21 em uma das células dos pais. Esse fenômeno é conhecido como trissomia simples ou não-disjunção. Existem outros mecanismos que levam à ocorrência da trissomia do cromossomo 21: mosaicismo, que ocorre quando a trissomia está presente somente em algumas células e, por translocação, quando o cromossomo 21 extra está unido a outro cromossomo.

Segundo a doutora, pessoas com síndrome de Down devem ter o acompanhamento de um médico clínico (pediatra), endocrinologista, oftalmologista, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, dentista, entre outras especialidades que podem ser necessárias. A reabilitação acompanhada por terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo e fisioterapeuta, quando iniciada logo nos primeiros meses, é essencial para favorecer melhores condições de vida, “não se deve esperar as dificuldades e atrasos surgirem para se pensar na intervenção”. “O psicólogo também é importante, principalmente no suporte familiar, tanto na necessidade de se reformular expectativas, como também para ajudar o paciente na passagem para a adolescência e posteriormente para a fase adulta”, diz.

A professora explica que pessoas com síndrome de Down podem ter filhos, porém, há uma preocupação entre os especialistas sobre como o déficit cognitivo da pessoa com síndrome de Down pode interferir nesse processo. “Não existe a compreensão plena das responsabilidades, pois, pelo prejuízo intelectual, eles podem não apresentar a maturidade necessária para terem um relacionamento sexual com os seus devidos cuidados, nem a percepção clara das responsabilidades de se gerar um filho”, analisa.

No que diz respeito ao mercado de trabalho, a Dra. Sandra informa que as empresas estão abrindo espaços para eles e há relatos de pessoas que chegaram a cursar faculdade. “Há muitas oportunidades profissionais, porém com algumas restrições nas atividades a serem exercidas, em muitos casos. É necessária mais divulgação e, sobretudo, investimento nessa área. Com o aumento da expectativa de vida e melhores condições de reabilitação e educação, a profissionalização é uma das maiores demandas nos dias de hoje”, conclui.

Para marcar a data, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo realiza nos dias 20 e 21 de março, quinta e sexta-feira, o curso “Síndrome de Down: Perspectivas em Foco”. O encontro, direcionado a estudantes e profissionais da área da saúde, acontecerá das 17h às 20h, nos Anfiteatros Prof. Dr. Paulo Augusto Ayrosa Galvão e Prof. Dr. Emilio Athié, rua Dr. Cesário Motta Júnior, 112, Vila Buarque – São Paulo (SP).

As inscrições devem ser feitas pelo site www.fcmsantacasasp.edu.br e custam R$ 10,00 para interessados que tenham vínculo com a Faculdade Santa Casa de São Paulo ou com a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, e R$ 15,00 para o público em geral.

Programação:

20 de março – quinta-feira

17h Abertura
Prof.ª Dra. Sandra Cristina F. Pires, Prof.ª Dra. Carla Franchi Pinto, e Sandra Reis

17h30 Longevidade e o Papel da Cardiologia
Prof.ª Dra. Maria Lúcia Bastos Passarelli (Cardiologista Pediátrica)

18h Vínculo e Aspectos Emocionais da Adolescência e Idade Adulta
Me. Patrícia Horta (Psicóloga)

18h30 Sexualidade
Prof.ª Dra. Maria José Carvalho Sant´Anna (Pediatra – Hebiatra)

19h Coffee-break

19h30 Apresentação e Discussão com a “Galera do Click”
Jovens com síndrome de Down

20h Encerramento

21 de março – sexta-feira*
*21 de março = Dia Internacional da Síndrome de Down

17h Epigenética
Prof.ª Dra. Carla Franchi Pinto (Geneticista)

17h30 Mudanças Metabólicas
Dr. Aleksandro Belo Ferreira (Endocrinologista)

18h Comunicação e Inclusão
Prof.ª Dra. Sandra Cristina Fonseca Pires (Fonoaudióloga)

18h30 Aspectos Clínicos: Atualidades
Dra. Flávia Cristina Navarro (Pediatra – Cardiologista Pediátrica)

19h Coffee-break

19h30 Apresentações dos Integrantes da “Galera do Click”
Jovens com síndrome de Down

20h Encerramento

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 36, em 11/3/2014. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Inscrições abertas: Síndrome de Down – Perspectivas em Foco

Participe do curso “Síndrome de Down – Perspectivas em Foco”, voltado a profissionais da área de saúde, que será realizado nos dias 20 e 21 de março, quinta e sexta-feira, das 17h às 20h00. A realização é do curso de Graduação em Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. As inscrições já estão abertas e as vagas são limitadas.

Clique aqui e confira mais detalhes.

Síndrome de Down - Faculdade Santa Casa de SP

Síndrome de Down: Perspectivas em Foco

Curso: Síndrome de Down - Perspectivas em FocoNos dias 20 e 21 de março de 2014, quinta e sexta-feira, das 17h às 20h, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo realizará o curso “Síndrome de Down: Perspectivas em Foco”. Voltado a profissionais da área da saúde, o curso tem a realização do programa de Graduação em Fonoaudiologia da FCMSCSP.


Confira a programação:

20 de março – quinta-feira

  • 17h: Abertura – Prof.ª Dra. Sandra Cristina F. Pires, Prof.ª Dra. Carla Franchi Pinto, Sandra Reis
  • 17h30: Longevidade e o Papel da Cardiologia – Prof.ª Dra. Maria Lúcia Bastos Passarelli (cardiologista pediátrica)
  • 18h: Vínculo e Aspectos Emocionais da Adolescência e Idade Adulta – Ms. Patrícia Horta (psicóloga)
  • 18h30: Sexualidade – Prof.ª Dra. Maria José Carvalho Sant’Anna (pediatra – hebiatra)
  • 19h: Intervalo
  • 19h30: Apresentação e discussão com a “Galera do Click” – Jovens com síndrome de Down
  • 20h: Encerramento


21 de março – sexta-feira
*

  •  17h: Epigenética – Prof.ª Dra. Carla Franchi Pinto (geneticista)
  • 17h30: Mudanças Metabólicas – Dr. Aleksandro Belo Ferreira (endocrinologista)
  • 18h: Comunicação e Inclusão – Prof.ª Dra. Sandra Cristina Fonseca Pires (fonoaudióloga)
  • 18h30: Aspectos Clínicos: Atualidades – Dra. Flávia Cristina Navarro (pediatra – cardiologista pediátrica)
  • 19h: Intervalo
  • 19h30: Apresentações por integrantes da “Galera do Click” – Jovens com síndrome de Down
  • 20h: Encerramento

Local: Anfiteatros Prof. Dr. Emilio Athié e Paulo A. Ayrosa Galvão

Endereço: Rua Dr. Cesário Motta Júnior, 112, Vila Buarque – São Paulo (SP)

Coordenação do evento: Prof.ª Dra. Sandra Cristina F. Pires

Realização: Curso de Graduação em Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

Período de inscrições
10/3 a 19/3/2014 – Envie uma mensagem para comunicacao.marketing@fcmsantacasasp.edu.br, informando seu nome, e-mail e telefone de contato para ser avisado sobre a abertura das inscrições.

Investimento

    • Público externo: R$ 15,00
    • Público interno: R$ 10,00 (alunos e funcionários da FCMSCSP e da ISCMSP)


Atenção
: certificados só serão disponibilizados para os participantes inscritos pelo hotsite do evento.

*21 de março = Dia Internacional da Síndrome de Down