Inscrições abertas para novos cursos de Atualização em Psicologia

Até o dia 26 de fevereiro de 2018, estão abertas as inscrições para dois novos cursos de atualização na área de Psicologia na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Todos os programas contam com docentes que possuem ampla experiência e com o trabalho de experientes coordenadores que asseguram a atualização constante dos cursos. Conheça um pouco mais sobre essas especializações.

Avaliação e Diagnóstico Psicológico em Instituições de Saúde

O curso de atualização em Avaliação e Diagnóstico Psicológico em Instituições de Saúde visa capacitar o psicólogo a trabalhar com avaliação psicológica em diferentes contextos de inserção na área da saúde, apresentando as principais técnicas e instrumentos psicológicos, seus resultados e a aplicação prática ilustrada com a discussão de casos clínicos. A realização adequada da avaliação psicológica na área da saúde é imprescindível quando se pondera medidas “curativas” ou preventivas, permitindo que o profissional tenha mais clareza sobre diagnósticos, métodos de tratamento e ou prevenção e no planejamento de intervenções. Inscreva-se pelo Portal FCMSCSP.

Segundo a Prof.ª Dra. Adriana Aparecida Fregonese, professora da FCMSCSP e coordenadora do programa, no âmbito da Psicologia, as práticas de diagnóstico e avaliação psicológica apresentam um papel fundamental na formação e constituição da identidade profissional do psicólogo. Trata-se de estudo aprofundado, realizado com o objetivo de conhecer determinada realidade, por meio de um conjunto de procedimentos teóricos, técnicos e metodológico.

“Os profissionais de Psicologia têm enfrentado muitas demandas ao se inserirem no setor da saúde, seja no espaço público ou privado, em razão de novos processos de subjetivação, de questões sociais, de gênero, laborais, novas configurações de famílias e de políticas públicas, que interferem diretamente na qualidade de vida e determinam os binômios comportamento-doença e comportamento-saúde na população, exigindo revisões e atualizações das práticas profissionais. Além disso, as técnicas de exames psicológicos devem ser utilizadas por profissionais capacitados para manuseá-las e interpretá-las”, afirma a professora.

Psicologia e Assistência Integral na Saúde Materno Infantil

O curso de atualização em Psicologia e Assistência Integral na Saúde Materno Infantil é destinado aos interessados em rever e aprimorar sua prática em interação com outros campos do saber. O programa visa promover o melhor manejo de situações psicológicas que se sobrepõem durante o atendimento materno infantil. Profissionais mais instrumentalizados podem garantir, com mais propriedade técnica, o acesso e o acolhimento dessa população aos serviços de saúde e serem mais assertivos em seus diagnósticos e condutas terapêuticas. Quando o profissional possui conhecimento para identificar fatores ou condições relacionados aos riscos e agravos à saúde mental da mulher e do seu filho ele pode realizar encaminhamentos para outras especialidades com mais rapidez, prevenindo assim complicações futuras para essa dupla. Inscreva-se pelo Portal FCMSCSP.

De acordo com a Prof.ª Adriana Fregonese, coordenadora deste curso de atualização, historicamente a saúde mental da gestante nunca foi assistida com muita atenção pelos profissionais da saúde, certamente devido à crença popular de a gravidez ser um período de bem estar e tranquilidade para as mulheres e baixo risco para doenças psiquiátricas. No entanto, dados epidemiológicos apontam que a prevalência de transtornos de humor e ansiosos são maiores no período gestacional em relação ao período pós-parto, com isso a gravidez não protege as mulheres do adoecimento mental.

“Do ponto de vista de formação, os cursos de atualização podem ajudar no direcionamento da carreira, muitos profissionais, às vezes recém-formados, desejam conhecer melhor as possibilidades de atuação antes de se dedicarem exclusivamente a uma especialidade com a inserção em um curso de pós-graduação que demanda mais investimentos financeiros e pessoais,” finaliza a professora.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 123, em 9/2/2018. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br. 

Anúncios

FCMSCSP tem inscrições abertas para novo curso de Pós-graduação em Psicossomática

Até o dia 4 de abril de 2018, estão abertas as inscrições para o novo curso de Pós-graduação em Psicossomática da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Com taxa de inscrição no valor de 90 reais, o programa da FCMSCSP é voltado para médicos, psicólogos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, educadores físicos, psicopedagogos, nutricionistas e dentistas formados com registros ativos em seus respectivos conselhos de classe.

Segundo o Dr. Artur Zular, supervisor técnico do curso de pós-graduação em Psicossomática, neste curso os alunos irão aprender a relação profissional-paciente com foco na pessoa e não nas doenças. “Hoje, esgotados os inequívocos avanços que a tecnologia nos trouxe, o principal diferencial do profissional para melhor conduzir o diagnóstico e a terapêutica eficiente é saber lidar com pessoas, entender que o corpo não é um aglomerado de órgãos mas, sim, um complexo sistema modulado por eixos psicobioneuroimunológicos, onde as emoções têm papel preponderante na eclosão dos processos adaptativos, eustress/distress e no desencadeamento de disfunções e inúmeras doença”.

Para o Dr. Artur, neste campo, a graduação não é suficiente para habilitar os profissionais em todas as suas necessidades, o volume de informação é muito grande e a prática profissional após a formatura é solitária e angustiante, muitas vezes gerando doença em quem cuida. Estas questões são alvo de atenção no curso, que gera vínculos atemporais entre os alunos e, também, com os professores, experts em ensinar e especialistas em acolher, com holding e handling winicotianos.

O curso é resultado de 52 anos de prática didática da psicossomática brasileira, através da Associação Brasileira de Medicina Psicossomática – Regional São Paulo, sendo supervisionado pelo próprio Dr. Artur Zular, reconhecido como um dos mais respeitados nomes da Psicossomática no país, presidente da Associação Brasileira de Medicina Psicossomática – SP e diretor científico do comitê multidisciplinar de medicina psicossomática da Associação Paulista de Medicina.

“Além do que, este é o primeiro curso no país e, talvez, no mundo, a ter aulas teóricas e práticas juntando alunos de todas as áreas da saúde, atendendo em conjunto os pacientes em um ambulatório didático, sob a supervisão de profissionais altamente capacitados. Haverá discussão de casos nas unidades de terapia intensiva, maternidade, pronto socorro, trauma e cirurgia, pediatria, etc. A monografia terá uma atenção especial por parte dos professores orientadores e, para os que tiverem interesse, grupos de pesquisa e clínica serão formados para darem continuidade a seus projetos”, ressalta o professor.

Serviço
Inscreva-se aquiPós-graduação em Psicossomática
Coordenação: Prof. Dr. Ricardo Riyoiti Uchida
Supervisão Técnica: Dr. Artur Zular
Vagas: 65
Prazo para inscrições: até 4 de abril de 2018
Carga horária total: 480 horas
Duração do curso: 28 meses (incluindo a entrega da monografia)

Horário do Curso:
Um final de semana por mês, sendo:
– Sábado: conteúdo teórico, das 9h às 18h00
– Domingo: prática ambulatorial, das 8h às 17h00
– As aulas práticas serão realizadas no CAISM – Rua Major Maragliano, 241, Vila Mariana (SP)

Investimento total:
Matrícula: R$ 500,00
28 parcelas de R$ 1.200,00

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 122, em 12/1/2018. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br. 

Setembro Amarelo: Brasil é o 8º país com mais registro de mortes por suicídio

IMG_8549_04_alta

Dra. Wilze Laura Bruscato, psicóloga e professora da FCMSCSP

A campanha Setembro Amarelo foi criada em 2014 para a promoção de conscientização para a prevenção do suicídio. O movimento acontece durante o mês de setembro, em todo o mundo. Segundo Mapa da Violência de 2014, a taxa de suicídios perde apenas para a de homicídios e acidentes de trânsito entre as mortes por fatores externos.

Segundo a pesquisa, houve uma alta de 15,3% entre mortes de jovens e adolescentes no Brasil, entre 2002 e 2012. Além disso, o suicídio é predominante no sexo masculino, com exceção da Índia e China.

No Brasil, o aumento das taxas tem sido registrado em todas as faixas etárias, sendo a de idosos com o maior número: 8 mortes para cada 100 mil habitantes. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o país é o 8º com mais mortes por suicídio. Em 2012, foram registradas 11.821 mortes, sendo 9.198 homens e 2.623 mulheres.

Segundo a Dra. Wilze Laura Bruscato, psicóloga e professora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, o suicídio é muito complexo e multifatorial, ou seja, não é possível ter uma resposta universal para os motivos que levam alguém a cometer suicídio.

“Isso pode ter ligação com um transtorno mental como depressão ou esquizofrenia. Em geral, descartadas as questões ligadas aos transtornos mentais maiores, podemos falar em fragilidade emocional, dificuldades extremas para lidar com sofrimentos intensos, personalidade vulnerável, desejo de eliminar a dor psíquica, ou desafio aos limites. De qualquer forma, embora com muitos elementos em comum, cada caso é único, cada história é singular”, afirma.

Para a Dra. Wilze, o papel do psicólogo, em casos como esses, é “resignificar” os valores de vida, potencializar os aspectos saudáveis e valorizar cada ação construtiva executada, sem desconsiderar a dor psíquica que é real. “Tem que haver um ‘reconhecimento’ do sofrimento. Há necessidade de validar a dor, não a ignorar. E, então, ir transformando os sentidos, os significados, ir fortalecendo as interpretações positivas da luta pela vida. Um trabalho árduo, intenso e prolongado”, explica.

Os principais sinais e sintomas de alerta de que algo não vai bem, são principalmente: tristeza muito prolongada, choro constante, depressão, isolamento, desempenho acadêmico ou profissional extremamente prejudicado, ausência de produtividade em qualquer das áreas da vida, agressividade ou apatia, ganho ou perda de peso por dificuldade de alimentação, referência a sofrimento insuportável, ideação suicida.

A psicóloga reforça ainda a importância do apoio de amigos e familiares, mas, mais do que isso, saber a hora de procurar a ajuda de um profissional: “Eles não podem querer dar conta sozinhos de uma questão que envolve procedimentos profissionais. Muitas vezes eles são dedicados, mas, de fato, não conseguem alcançar e manejar a gravidade da situação. O que recomendamos é sempre buscar ajuda profissional. O quanto antes.”

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 118, em 12/9/2017. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br. 

Saúde Mental do Estudante de Medicina

pos-graduacao-psiquiatria-faculdade-santa-casaA Liga de Saúde Mental da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo realiza no dia 12/8, sábado, a partir das 7h45, o curso “Saúde Mental do Estudante de Medicina“. O evento, que discutirá temas como “Síndrome de Burnout”, “Compaixão na Medicina” e “Estresse”, acontecerá no Auditório Dr. Christiano Altenfelder, 4º andar do Novo Prédio da FCMSCSP, localizado à Rua Dr. Cesário Motta Jr., 112, Vila Buarque, São Paulo (SP).

Estarão presentes a Dra. Albina Torres, da Unesp e a Dra. Katia Burle Guimarães, conselheira do Cremesp.

Clique aqui para acessar a programação completa do evento.

Procura uma especialização na área de Psicologia?

psicologia-lato-sensu-faculdade-santa-casaPsicólogo em busca de uma especialização como forma de se manter atualizado com o mercado e dar novo impulso à carreira? A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo pode te ajudar!

Até o dia 13/2, estão abertas as inscrições para 5 diferentes cursos de Pós-graduação na área de Psicologia. Todas as especializações contam com docentes que possuem ampla experiência e com o trabalho de experientes coordenadores que asseguram a atualização constante dos cursos.

Conheça, na relação a seguir, todos os cursos que já estão recebendo inscrições no Portal FCMSCSP. Entre as novidades, está o curso de Pós-graduação em Psicologia em Saúde Mental.

  • Psicologia em Saúde Mental (novo curso)

O novo curso de Pós-graduação em Psicologia em Saúde Mental tem como objetivos desenvolver competências e habilidades específicas relacionadas à atuação do psicólogo no contexto da saúde mental, integrando a prática à reflexão sobre a mesma. Inscrições abertas até dia 13 de fevereiro. Para mais informações, acesse o Portal FCMSCSP.

  • Psicologia Hospitalar 

O objetivo do curso de Pós-Graduação em Psicologia Hospitalar é fornecer conhecimentos específicos relacionados à atuação do psicólogo no contexto hospitalar, articulando a prática à reflexão sobre a mesma, desenvolvendo uma visão integrada e crítica a respeito do trabalho, além da ampliação do saber teórico e do contato com as diversas possibilidades de atuação neste campo (assistência, ensino e pesquisa). As inscrições podem ser feitas até o dia 13 de fevereiro, pelo Portal FCMSCSP.

  • Psicologia na Rede Básica de Atenção à Saúde

O objetivo do curso de Pós-Graduação em Psicologia na Rede Básica de Atenção à Saúde é desenvolver a prática do psicólogo na atenção primária à saúde, por meio da atuação em Unidades Básicas de Saúde (UBS) e habilitar o profissional para trabalhar em equipes multiprofissionais em interface com equipes da Estratégia de Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF). A carga horária é de 530 horas e o curso tem duração de 13 meses. Inscreva-se no Portal FCMSCSP!

  • Reabilitação Neuropsicológica

O Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Reabilitação Neuropsicológica propõe promover a capacitação de habilidades específicas relacionadas ao desempenho do neuropsicólogo na área da Reabilitação Neuropsicológica em seus diversos contextos. As inscrições vão até 13/2 e podem ser feitas diretamente, no Portal FCMSCSP.

  • Neuropsicologia

O Curso de Pós-Graduação em Neuropsicologia se propõe a capacitar Psicólogos para atuar na área de Neuropsicologia em seus diversos contextos, através da aquisição de sólido conhecimento teórico-prático. Inscrições podem ser feitas até o dia 13/2, no Portal FCMSCSP.

Borderline: conheça os principais sintomas do transtorno de personalidade

anapaulasabatini_fcmscsp

Ana Paula Sabatini, professora do curso de Pós-graduação em Neuropsicologia da FCMSCSP

Compostos por um grupo de transtornos caracterizados por quadros em que há dificuldade no relacionamento interpessoal, os Transtornos de Personalidade geram instabilidade emocional e angústia intensa e afetam diretamente o desempenho do portador no âmbito social e profissional.

No Transtorno de Personalidade Borderline, o indivíduo é emocionalmente instável, ou seja, não consegue regular seu afeto, o que resulta em alterações de humor muito rápidas, com maior tendência para o negativo, como ansiedade, raiva e disforia, segundo afirma Ana Paula Sabatini, professora do curso de Pós-graduação em Neuropsicologia da FCMSCSP: “Esses pacientes acabam tendo comportamentos impulsivos ou perigosos. Os pacientes com esse transtorno não conseguem dar continência à sua angústia e por isso buscam aliviar no seu próprio corpo, sendo frequente o ato de automutilação”, explica.

Além disso, indivíduos com Transtorno de Personalidade Borderline costumam expressar sua impulsividade no abuso de substâncias, compulsão sexual e compulsão alimentar: “Há também uma instabilidade em relação à autoimagem e risco para suicídio”, acrescenta a professora.

Predominante em mulheres, a incidência do transtorno é de 2% na população geral e os sintomas costumam surgir no final da adolescência ou no início da vida adulta. “A etiologia do Transtorno envolve tanto predisposição genética quanto eventos traumáticos ou situações emocionais vivenciadas que podem desencadeá-lo. Entre as experiências traumáticas, pode-se citar a existência de abuso físico e/ou sexual infantil”, explica Ana Paula Sabatini.

Como qualquer Transtorno de Personalidade, o tratamento do Transtorno de Borderline é bastante complexo e envolve acompanhamento psiquiátrico e psicológico. “O tratamento visa minimizar os sintomas, melhorar a adaptação do paciente e com possíveis consequências negativas para o indivíduo. Normalmente, os comportamentos relacionados à impulsividade e à automutilação são minimizados, e mais a longo prazo, o nível de insegurança tende a diminuir”, finaliza.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 102, em 6/12/2016. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Pós-graduação da FCMSCSP prepara psicólogos para atuação na Rede Básica de Saúde

flavia-fusco-fcmscsp

Flavia Fusco Barbour, coordenadora do curso de Pós-graduação em Psicologia na Rede Básica de Atenção à Saúde

Destinado a profissionais graduados em Psicologia interessados em atuar em Unidades Básicas de Saúde, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo oferece o curso de Pós-graduação lato sensu em Psicologia na Rede Básica de Atenção à Saúde, com objetivo de habilitar o profissional para trabalhar em equipes multiprofissionais em interface com equipes da Estratégia de Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), além de capacitar esse profissional para elaborar relatos científicos e pareceres técnicos.

De acordo com Flavia Fusco Barbour, coordenadora da especialização, o curso auxilia, principalmente, na ampliação da concepção das necessidades da população e do entendimento de saúde no Sistema Único de Saúde (SUS). “Precisamos pensar a Psicologia nesse campo de atuação com certa urgência, caso contrário, teremos uma prática não condizente com a realidade e a proposta do Sistema Único de Saúde”, explica.

Para que isso seja possível, os alunos do curso realizam o estágio em uma Unidade Básica de Saúde com Estratégia de Saúde da Família (ESF), onde o estudante tem uma ação direta com as equipes de saúde: “A ideia é que eles entendam como funciona esta rede, pois, caso contrário, a atuação do psicólogo será completamente desconectada da realidade e das práticas que vem sendo pensadas ao longo dos últimos anos”, comenta a professora. Algumas das atividades desenvolvidas pelos alunos são as reuniões de matriciamento com as equipes de Estratégia de Saúde da Família, articulação da rede de serviços e visitas institucionais, triagem em saúde mental, visitas domiciliares, entre outras.

As inscrições para o curso de Pós-graduação em Psicologia na Rede Básica de Atenção à Saúde da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo já estão abertas. Caso tenha se identificado com o curso, acesse o Portal da FCMSCSP e inscreva-se.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 99, em 18/10/2016. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.