Instabilidade psicológica da adolescência favorece uso de álcool e drogas

Prof. Dr. Guilherme Messas, docente e coordenador do curso de pós-graduação em Psicopatologia Fenomenológica da FCMSCSP

É um dado consistente no mundo, e seguramente no Brasil também, que o período de maior risco para o uso de álcool e drogas é a adolescência. Sabe-se, por exemplo, que quanto mais cedo se inicia o uso de substâncias, maior o risco de uma pessoa se tornar dependente ou de desenvolver algum transtorno mental mais tarde na vida, seja afetivo ou cognitivo.

Esse conhecimento, no entanto, tem pouco valor para modificar o comportamento do próprio adolescente. Um importante motivo para a baixa influência da informação no comportamento do adolescente é a instabilidade psicológica característica deste período da vida.

O universo mental do adolescente é recheado de variações emocionais, de incertezas sobre a própria identidade e de baixa capacidade de reconhecer as próprias emoções. Essa atmosfera de indeterminação favorece o uso de álcool e drogas, pois estas substâncias de certo modo se encaixam com facilidade no modo como essa faixa etária vive o próprio mundo interior.

Em suma, é muito importante que os pais saibam que o uso de álcool e drogas na adolescência brota de necessidades e estilos psicológicos próprios da idade e que não necessariamente se relacionam com problemas psicológicos.

Prof. Dr. Guilherme Messas, Psiquiatra especialista em Álcool e Drogas, é Professor e Coordenador do Programa de Duplo Diagnóstico em Álcool e Outras Drogas da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. É Coordenador da Câmara Temática Interdisciplinar sobre Drogas do Conselho Regional de Medicina de São Paulo.

Anúncios

Autoridade mundial sobre política de regulação de álcool faz palestra na FCMSCSP

David Jernigan, professor da Boston University School of Public Health e uma das grandes autoridades mundiais sobre políticas de regulação do álcool, ministra palestra, dia 21 de junho, das 14h às 16h00, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP). A promoção do encontro é da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). O Prof. David Jernigan participará também de evento no CREMESP (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo) ainda neste mês. A palestra será no Auditório Dr. Christiano Altenfelder, 4º andar, Prédio Novo, localizado na R. Dr. Cesário Mota Júnior, 112 – Vila Buarque, São Paulo – SP.

Special Symposium on Philosophy & Psychiatry

Entre os dias 27 e 30 de setembro de 2018, na Cidade do México acontecerá o “Special Symposium on Philosophy Humanities & Psychiatry”, realizado dentro da programação do “World Congress of Psychiatry (WPA)”, maior congresso mundial sobre “Standing firm for mental health”.

Com o objetivo de aumentar a visibilidade da contribuição científica humana, como a investigação de valores, psicopatologia e cuidados baseados em pessoas para a Psiquiatria, o congresso receberá submissão de trabalhos até o dia 10 de janeiro de 2018.

Para mais informações, os interessados devem entrar em contato pelo e-mail guilherme.messas@fcmsantacasasp.edu.br, com o Dr. Guilherme Messas, que faz parte da organização do evento e também é Professor e Coordenador do curso de pós-graduação em Psicopatologia Fenomenológica da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

FCMSCSP recruta voluntários para pesquisa sobre problemas com uso de maconha

guilherme-messas-fcmscsp

Dr. Guilherme Messas, professor de Pós-graduação da FCMSCSP

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo está recrutando pacientes para o Programa de Duplo Diagnóstico em Saúde Mental (Produd), realizado no Centro de Atenção Integrado à Saúde Mental (Caism Santa Casa).

Os voluntários devem apresentar ou ter apresentado problemas com uso de maconha, tais como: ideias ou sentimentos estranhos; perda de controle do pensamento; crises de pânico; tristeza muito intensa; pensamentos ou tentativa de suicídio; perda de motivação; problemas na escola ou no trabalho.

O Programa de Duplo Diagnóstico em Saúde Mental tem como objetivo desenvolver as melhores práticas no tratamento e pesquisas relacionadas ao uso de drogas. “O tema tem ganhado cada vez mais relevância e os últimos estudos mostram o potencial de danos que a maconha pode causar. No entanto, os tratamentos na área ainda não estão tão avançados. Queremos trazer as melhores soluções para os usuários que sofrem com os efeitos do uso da substância”, afirma o Dr. Guilherme Messas, professor de Pós-graduação da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e coordenador do projeto.

Os interessados em participar dos testes podem entrar em contato pelo e-mail produd.fcmscsp@gmail.com. O programa é gratuito.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 118, em 12/9/2017. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br. 

FCMSCSP recebe referência internacional em Psicopatologia Fenomenológica

Prof. Dr. Otto Dörr Zegers e o Prof. Dr. Guilherme Messas

Prof. Dr. Otto Dörr Zegers e o Prof. Dr. Guilherme Messas

No dia 10 de setembro, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo recebeu o Prof. Dr. Otto Dörr Zegers, psiquiatra, professor titular da Universidad de Chile e da Universidad Diego Portales (Chile) e diretor do Centro de Estudios de Fenomenología y psiquiatría da Universidad Diego Portales. O professor proferiu duas palestras. A primeira examinando o tema depressão e a segunda versando sobre a pós-modernidade.

A palestra, uma iniciativa do Prof. Dr. Guilherme Messas, coordenador do curso de Pós-Graduação em Psicopatologia Fenomenológica da FCMSCSP, reuniu alunos, profissionais da área e interessados no tema provenientes de diversas instituições da cidade de São Paulo (SP). “O professor Otto Dörr é um dos grandes expoentes, talvez o maior nome atual da psiquiatria fenomenológica na América Latina. Convidamos o professor a oferecer as conferências na Faculdade, pois a FCMSCSP destaca-se por ser o principal centro de Psiquiatria Fenomenológica do Brasil”, afirma o Prof. Messas.

Além disso, de acordo com o doutor, realizar trabalhos em conjunto estreita ainda mais o relacionamento das instituições, o que só tende a acrescentar em conteúdo aos estudantes e profissionais que se interessam pela área.
Entre os dias 29 e 31 de outubro, por exemplo, o Prof. Dr. Messas estará presente na “17th International Conference on Philosophy, Psychiatry and Psychology” – International Network for Philosophy and Psychiatry INPP 2015, evento realizado no Chile pela Universidad Diego Portales, na qual o professor da FCMSCSP será recepcionado pelo Dr. Otto Dörr. “Esse é um dos principais congressos de Humanidades e Psiquiatria do mundo, no qual a FCMSCSP estará presente, apresentando sua contribuição na área de psiquiatria fenomenológica”. Na oportunidade, o Prof. Dr. Guilherme Messas apresentará o trabalho “Three essential forms of vulnerabilities to drug misuse and psychoses”, que trata das relações entre uso de drogas e quadros psicóticos.

 

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 74, em 22/9/2015. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Última semana para inscrições em curso de especialização na área de saúde mental da FCMSCSP

Psicopatologia FenomenológicaCom o objetivo de proporcionar ao aluno a aquisição de conhecimentos para a realização do diagnóstico e para a estruturação e condução das estratégias terapêuticas em saúde mental, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo oferece o curso de Pós-Graduação lato sensu em Psicopatologia Fenomenológica.  “A especialização é um dos instrumentos para o diagnóstico em saúde mental que permitem um conhecimento mais aprofundado das diferenças entre as diversas patologias da área. Por isso, é um passo imprescindível para o profissional de saúde mental, a fim de que ele possa fazer diagnósticos diferenciados e estabelecer o melhor tratamento para cada caso”, afirma o coordenador do curso Prof. Dr. Guilherme Messas.

O curso está com inscrições abertas até o dia 24/7, sexta-feira, possui 40 vagas disponíveis, tem 15 meses de duração e é destinado a médicos, psicólogos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, assistentes sociais e demais profissionais interessados no tema. Saiba mais sobre o processo seletivo da especialização em Psicopatologia Fenomenológica composto por análise de currículo e entrevistas.