Alunos da Faculdade Santa Casa de SP promovem mutirão de saúde em São Sebastião

Os alunos da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo – FCMSCSP, com apoio da prefeitura de São Sebastião e da Santa Casa, promovem de 23 a 30 de janeiro um mutirão para atender a população desta região do litoral norte de São Paulo, localizada a cerca de 180 quilômetros da capital. Parte do Projeto Expedições Científicas e Assistenciais (PECA), a ação realiza cerca de 700 atendimentos, entre consultas médicas, cirurgias gerais, pequenos procedimentos, exames laboratoriais e de imagem.

A 9ª edição do PECA, que conta ainda com o patrocínio do Instituto do Sono da Unifesp, copatrocínio da Pfizer e colaboração da Associação Paulista de Medicina (APM), Audibel, Urubupungá, Samsung e Instituto do HPV é realizada com a participação de 160 alunos da FCMSCSP – sendo 115 do curso de medicina, 25 estudantes de enfermagem e 20 de fonoaudiologia. Durante seis dias (24 a 29), haverá atendimento nas especialidades de Clínica Médica, Ginecologia, Pediatria, Psiquiatria, Urologia, Geriatria, Otorrinolaringologia, Ortopedia, Dermatologia, Neurologia, Psicologia, Nutrição, Odontologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Serviço Social, Enfermagem e Fonoaudiologia.

Além das consultas, a ação prevê outras atividades. Por exemplo, enquanto aguardam atendimento, os pacientes poderão participar de ações preventivas, com rodas de discussão sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), como a Aids; gravidez na adolescência; dengue e câncer de pele. Haverá visitas médicas domiciliares à população e, no dia 24/01, será realizado um curso sobre Visita Domiciliar para profissionais de saúde da região. Outra atividade, voltada para médicos, permite que estes profissionais participem de cirurgias com o objetivo de aperfeiçoamento da técnica de operação por vídeo.

Em 2012, o PECA atendeu 542 pacientes na cidade de Votuporanga. Entre atendimentos e retornos foram feitos um total de 1.729 consultas, 22 cirurgias, 42 consultas fisioterápicas, 36 atendimentos fonoaudiológicos, 123 atendimentos odontológicos e 23 consultas da equipe de psicologia, além dos 256 atendimentos da área de enfermagem e 15 consultas com equipe de nutrição.

Para o professor Paulo Carrara de Castro, do Departamento de Medicina Social da FCMSCSP, é essencial ressaltar que o PECA é uma iniciativa dos alunos, que terão despertada toda uma consciência de responsabilidade social ao entrar em contato com diferenças sociais e culturais e a influência desses fatores no processo de saúde e doença da comunidade. “O projeto permitirá oferecer assistência para uma população bem diferente daquela que demanda a Santa Casa de São Paulo”, conta. Para o diretor da FCMSCSP, Dr. Valdir Golin, é uma opção de vida louvável e uma vivência singular. “Eles deixaram as férias de lado para se dedicar ao trabalho voluntário, que muito irá contribuir para a formação nas áreas da saúde, mas acima de tudo, a humana”, conclui.

 

Confira como foi a ação realizada em 2012:

São Sebastião receberá o Projeto Expedições Científicas e Assistenciais (PECA) em 2013

A atual administração de São Sebastião recebeu, no dia 11 de abril, a comissão organizadora do Projeto Expedições Científicas e Assistenciais (Peca), da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

O encontro teve como objetivo firmar uma parceria para que são Sebastião possa receber o serviço desenvolvido pela equipe.

O Peca é um projeto voluntário promovido pelos estudantes da Faculdade que promove a atenção básica à saúde em seus aspectos curativo e preventivo, para toda a comunidade.

O projeto é realizado por meio de uma parceria entre a Prefeitura e a Faculdade, com a participação de alunos, professores e profissionais de áreas como clínica geral, odontologia, nutrição, fisioterapia, psicologia e serviço social.

Para a Administração, o programa estabelece um contato mais próximo entre os médicos, os envolvidos e a população, além de ser uma oportunidade que a comunidade tem de receber atendimento em várias especialidades, em um único dia.

De acordo com o chefe do Departamento de Medicina Social da Faculdade, Prof. Dr. Paulo Carrara de Castro, o programa foi criado devido à necessidade de ampliar a medicina preventiva e promover o suporte ao atendimento básico de saúde, juntamente com uma nova forma de contato com as adversidades sociais e culturais de cada cidade visitada. “É uma oportunidade de expansão de conhecimento além dos limites hospitalares. Através do contato com a realidade local da região visitada pelo projeto, os participantes reforçam o compromisso com o atendimento integral do paciente e reafirmam a grande responsabilidade que têm como profissionais da saúde ou mesmo como cidadãos em a nossa sociedade”, afirmou.

Dr. Paulo destacou que essa será a 9ª edição do Projeto que acontece sempre no mês de janeiro, devido às férias dos alunos e professores participantes.

Objetivo

O PECA tem como objetivo principal oferecer assistência à saúde para a população local, estudar as condições de saúde de uma determinada população, observando as características regionais, a realidade sanitária e a prevalência das doenças durante o período do Projeto, além de fornecer atendimento médico à população.

Atividade

O programa também oferece palestras e oficinas sobre temas diversos, tais como alcoolismo, câncer de pele, gravidez na adolescência, surdez, cuidados pessoais, diabetes, hipertensão, higienização bucal e hábitos alimentares.

Local e período

O local foi escolhido com base nos indicadores de cobertura que incluem número de consultas médicas e de internações hospitalares por habitantes, cobertura vacinal, avaliação da rede de saneamento básico e condições de moradia, entre outros.

Fonte: http://www.saosebastiao.sp.gov.br/finaltemp/printing.asp?ID=N124201216513