Curso de Utilização de Testes Moleculares em Oncologia

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo iniciará no próximo mês o curso “Utilização de Testes Moleculares em Oncologia”. O programa é dirigido a alunos de graduação e pós-graduação nas diferentes áreas de saúde. Entre os temas abordados, estão:

  • HPV e Câncer;
  • Câncer do colo do útero;
  • Marcadores genéticos no câncer familial;
  • Testes moleculares infecciosos em banco de sangue;
  • Testes moleculares para HPV;
  • Outros marcadores – Perspectivas futuras.

O curso contemplará aula prática de genotipagem para HPV.

Conheça os professores:

Dra. Luisa Lina Villa, coordenadora do Instituto do HPV, e uma das professoras do curso

Dra. Luisa Lina Villa, coordenadora do Instituto do HPV e uma das professoras do curso

  • Dra. Luisa Lina Villa e Dra. Lara Termini – Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP)
  • Dra. Laura Sichero – Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP)
  • Dr. José Eduardo Levi – Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (IMT-USP)
  • Maria Antonieta Avilla Andreoli – especialista em Técnicas FCMSCSP

Utilização de Testes Moleculares em Oncologia” será ministrado no Instituto de Pesquisa da Santa Casa / INCT-HPV, na rua Marquês de Itu, 381, na Vila Buarque, em São Paulo (SP), nos dias 16, 18, 23 e 25 de setembro (terças e quintas-feiras) e 2 de outubro de 2014 (quinta-feira), das 17h às 20h00. O investimento é de 30 reais e as inscrições já estão abertas no site www.fcmsantacasasp.edu.br.


Programação sujeita a alterações, sem prévio aviso.

Inauguração do Instituto de Pesquisa da Santa Casa

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo inauguraram nesta segunda, dia 26, o Instituto de Pesquisa da Santa Casa, localizado na Vila Buarque, em São Paulo. Na ocasião, estiveram presentes o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, a vice-prefeita de São Paulo, Alda Marco Antônio, e Luciana Temer, representando o vice-presidente da República, Michel Temer, entre diversas outras autoridades.

O provedor da Irmandade, Dr. Kalil Rocha Abdalla, descreveu a importância do Instituto para a evolução das pesquisas na área de saúde, que resultará em benefícios à sociedade como um todo. Já a Dra. Luisa Lina Villa agradeceu o apoio de entidades como CNPq e Fapesp que acreditaram no projeto desde o início, financiando boa parte do Instituto, por meio de recursos cedidos pelo Ministério de Ciência e Tecnologia.

O evento contou também com a presença dos diretores da Faculdade e Irmandade, além dos grandes veículos de comunicação do país que cobriram o evento.

O Instituto visa centralizar as pesquisas existentes nos departamentos do Hospital Central da Santa Casa, viabilizar novos projetos e agilizar os processos administrativos para aquisição de apoio e patrocínio às pesquisas, além de melhorar ainda mais a assistência médica dentro da Instituição.

Infraestrutura do Instituto
O novo prédio que abrigará o Instituto possui seis andares, sendo três só de laboratórios e um andar de suporte técnico de pesquisa. Ainda há um anfiteatro e um andar administrativo.

O Instituto é composto por três setores:
•    Núcleo Metodológico: coordenado pelo Prof. Dr. Hudson Buck.
Possibilita centralização de equipamentos e pessoal especializado, permitindo oferecer suporte técnico à pesquisa Institucional. Também é função do Núcleo criar um centro de referência e viabilizar logística de coleta, recepção, transporte e armazenamento de amostras específicas das linhas de pesquisa apoiadas pelo Instituto.

•    Instituto de Pesquisa Clínica: coordenado pela Dra. Vera Lúcia Alves.
Oferecerá agilidade, centralizando e facilitando a logística para o desenvolvimento de projetos, bem como o suporte administrativo, essencial para o crescimento da pesquisa clínica institucional.

•    Instituto do HPV: coordenado pela Profª. Dra. Luisa Lina Villa.
O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do HPV (INCT-HPV) tem como missão o estabelecimento de um ambiente para a pesquisa em todos os níveis de atuação relacionados à infecção por HPV e doenças associadas. Ele conta com o apoio do CNPq e da Fapesp, cujos recursos vêm sendo utilizados tanto para a montagem de laboratórios de última geração na sede do Instituto de Pesquisas da Santa Casa, quanto para a compra de equipamentos e material de consumo utilizado em diversas linhas de pesquisa em andamento.