Livro infantil discute importância da comunicação em Libras

deus-sabe-lingua-de-sinais-fcmscspNo dia 8/9, quinta-feira, foi lançado durante a 14ª Jornada Acadêmica do Curso de Graduação em Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, o livro infanto-juvenil “Deus sabe língua de sinais?”.

A obra, de autoria de Guadalupe Marcondes de Moura, professora do curso de Graduação em Fonoaudiologia da FCMSCSP, conta a história de Gabi, uma menina surda de 9 anos, que se comunica na Língua de Sinais. Gabi é filha de pais ouvintes que aprenderam Libras para se comunicar adequadamente com a menina. Um dia, a garota que é muito curiosa faz a seguinte pergunta aos pais: “Deus sabe língua de sinais? Será que me entende em Libras?”.

A inspiração para a criação da obra, de acordo com a autora, foram as crianças surdas e suas famílias ouvintes atendidas em mais de uma década de trabalho dedicado à Audiologia Educacional, área da Fonoaudiologia que realiza o processo terapêutico da pessoa surda. “Vendo a dificuldade das famílias ouvintes em lidar com a surdez em uma perspectiva que não tivesse o peso da patologia, mas que considerasse a diferença linguística da pessoa surda, pensei em escrever um livro que mostrasse a elas que é possível ter uma comunicação familiar normal, saudável e feliz em uma perspectiva bilíngue, ou seja, em Libras e em português”, conta.

guadalupe

Guadalupe Marcondes de Moura, professora do curso de Graduação em Fonoaudiologia da FCMSCSP

O livro aborda ainda o despertar da criança para a consciência de Deus e a importância da comunicação e interação com tudo o que existe na natureza. “O papel fundamental da linguagem na organização do pensamento e na formação de quem somos é ressaltado nessa história, capaz de tocar os corações em todas as línguas. Estes são temas muito importantes para mim e que são extremamente atuais, tendo em vista os desafios vivenciados pela humanidade nos dias de hoje”, afirma a autora.

O lançamento do livro, que é ilustrado por Rebeca Storrer, ocorre em setembro, por representar o mês de luta da pessoa surda. Além do lançamento na 14ª Jornada Acadêmica do Curso de Graduação em Fonoaudiologia da FCMSCSP, estão previstos eventos no Distrito Federal, na Bahia e em diversas cidades do interior paulista.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 96, em 6/9/2016. Assine nossa newsletter:http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Anúncios