Pesquisa de alunos da FCMSCSP fica em 1º lugar no 31º Congresso Brasileiro de Cirurgia

31º Congresso Brasileiro de Cirurgia.Significativa nas instituições de ensino superior, a pesquisa científica auxilia o aluno a ter uma visão mais ampla daquilo que se propõe a estudar e investigar. Com dedicação, esse estudo pode vir a dar mais visibilidade ao pesquisador junto ao mundo acadêmico. Na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, isso não é diferente, diversos grupos de estudos são formados, utilizando-se de diferentes abordagens e linhas de investigação, sob a coordenação dos professores da FCMSCSP.  Os grupos e suas respectivas pesquisas são incluídas na base do Diretório de grupos de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Para os alunos, do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP, Joyce Francisco, do 6º ano, Camilla Bilac Oliari e Juliano Mangini Dias Malpaga, ambos do 5º ano, a dedicação à pesquisa já apresenta seus primeiros resultados com o trabalho Indicadores de lesões intra-abdominais em vítimas de trauma fechado admitidas sem dor abdominal ou alterações no exame físico do abdômen, que foi premiado com o 1º lugar no 31º Congresso Brasileiro de Cirurgia. “A delegação da FCMSCSP foi a maior no evento; levamos 16 alunos que já faziam parte de grupos de estudos da Faculdade, dos quais o Prof. Dr. José Gustavo Parreira, outros professores e eu fomos os responsáveis pela coordenação. Sempre os estimulamos a inscreverem seus trabalhos e a Faculdade ajudou, neste caso, custeando a inscrição deles no Congresso e liberando os alunos de suas atividades”, explica o Dr. Tércio de Campos,professor adjunto do departamento de Cirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

O evento que ocorreu, entre os dias 2 e 5 de agosto, em Curitiba (PR), reuniu estudantes e profissionais da área cirúrgica de todo o país.  “Foram cerca de 2 mil trabalhos inscritos com temas livres, deste total 42 foram apresentados e 4 eram da FCMSCSP, sendo dois na área de trauma e dois focados no serviço de emergência”, acrescenta o Dr. José Gustavo Parreira, professor assistente do departamento de cirurgia da FCMSCSP e coordenador do trabalho vencedor.

Os dois professores ressaltam que a conquista trouxe entusiasmo para os alunos, pois a chance é muito pequena em um evento deste porte, acaba sendo muito concorrido, e isso é um grande estímulo para os próximos passos, completam.

Vale ressaltar que os autores da pesquisa receberam um certificado de melhor trabalho do Congresso, foram representados pela aluna Joyce Francisco que apresentou o trabalho no Congresso. Além do prêmio, três trabalhos de alunos do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP receberam menção honrosa no evento: Análise das Lesões intra-abdominais “ocultas” em vítimas de Trauma Fechado; Avaliação prospectiva da falência e função orgânica de 168 pacientes com pancreatite aguda em um único centro universitário; Alcoolização por ecoendoscopia de hemangioma gigante intra-abdominal: nova técnica de tratamento.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 72, em 25/8/2015. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Anúncios

Medicina FCMSCSP é tricampeã no 11º Desafio Fleury

alunos-medicina-tricampeões-desafio-Fleury

Dr. José Eduardo Lutaif Dolci, diretor do curso de graduação em Medicina, Dr. Valdir Golin, diretor da Faculdade e alunos do 6º ano de Medicina, vencedores do 11º Desafio Fleury

Participante desde a primeira edição do Desafio Fleury, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo venceu a décima primeira edição realizada no dia 22 de agosto, sábado.  Com o feito, a Faculdade, que já conquistou o primeiro lugar em duas outras oportunidades, em 2005 e 2006, sagrou-se tricampeã.

A gincana
Sendo representada por 11 alunos do 6º ano de curso de Graduação em Medicina, conforme definido pelo regulamento da gincana cultural, a equipe da FCMSCSP se organizou com três alunos previamente selecionados que, por meio de um tablet, respondiam via voto eletrônico às perguntas sobre medicina diagnóstica elaboradas por assessores médicos do Fleury Medicina e Saúde.  “O Guilherme de Abreu Pereira, a Bruna Natalia Freire Ribeiro e o Alexandre Eiji Kayano foram escolhidos – e muito bem – para nos representarem. No local do evento, eles ficavam na frente em cabines e não viam as demais equipes, somente a nós, que formávamos a plateia. Mesmo assim, não podíamos nos comunicar com eles”, acrescentam os participantes.
Dividida em etapas, a gincana apresentava 15 questões na primeira fase, sem tema específico. Após a pergunta ser realizada, os três representantes da frente conversavam e davam uma resposta que valia 100 pontos, enquanto isso os outros alunos, denominados “plateia”, com palms na mão, a cada término de um turno de perguntas, respondiam simultaneamente e podiam contribuir, pois a plateia com mais pontuação em números absolutos davam 200 pontos para equipe. Na plateia da FCMSCSP, o grupo foi formado pelos alunos Albert Salviano dos Santos, Brunno Pereira Batalha, Eduardo Figueiredo de Castro, Gabriela Akinaga Kock, Joyce Francisco, Ozeas Alves de Noronha Jr., Rafael Vilela Jorge Elias e Vitor Augusto Petrilli Mazon.
Na segunda fase, a plateia podia ajudar conquistando 400 pontos e os três representantes podiam apostar, sem prévia de perguntas, somente com o tema, de 100 a 500 pontos.  E havia por fim, quatro questões de desempate utilizadas no final. “Nós não sabíamos a pergunta que seria feita; somente o tema ao qual a questão estaria relacionada. Como não tinha parcial de resultados, era como uma aposta no escuro, já que poderíamos estar mil pontos a frente ou mil pontos atrás”, detalham.
A conquista

Os futuros médicos contam ainda que, em conversa com alunos que já tinham representado a FCMSCSP em anos anteriores, todos diziam que a preparação corresponderia aos conhecimentos da formação médica e, claro, somada a um pouco de sorte. “Devemos reconhecer e dar os parabéns a esta equipe, pois conseguiram mobilizar a todos nesta iniciativa e demonstrar o quanto são comprometidos e unidos. É uma conquista especial para a Faculdade, que cumpre continuamente a missão de preparar muito bem os alunos da Instituição”, conclui Dr. Valdir Golin, diretor da FCMSCSP.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 72, em 25/8/2015. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Alunos da FCMSCSP conquistam o prêmio de 1º lugar no 31º Congresso Brasileiro de Cirurgia

alunos-de-Medicina-da-FCMSCSP

Alunos do 2º ao 6º ano do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP durante o 31º Congresso Brasileiro de Cirurgia

Entre os dias 2 e 5 de agosto, alunos do 2º ao 6º ano do curso de Graduação em Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, sob a coordenação do Prof. Dr. Tércio de Campos e Dr. José Gustavo Parreira, professores da FCMSCSP, estiveram presentes no 31º Congresso Brasileiro de Cirurgia.

Nesta edição, o evento ocorreu em Curitiba (PR), reunindo estudantes e profissionais da área cirúrgica de todo o país que apresentaram cerca de 2 mil trabalhos temas cirúrgicos. “A delegação da FCMSCSP foi a maior no evento; levamos 16 alunos que já faziam parte de grupos de estudos da Faculdade, nos quais o Prof. José Gustavo, outros professores e eu fomos os responsáveis pela coordenação. Sempre os estimulamos a inscrever seus trabalhos e a Faculdade ajudou, neste caso, por exemplo, custeando a inscrição deles no Congresso e liberando os alunos de suas atividades”, explica o Dr. Campos.

No entanto, não foi só em número que a FCMSCSP marcou presença. Os alunos Joyce Francisco, do 6º ano, Camilla Bilac Oliari e Juliano Mangini Dias Malpaga, ambos do 5º ano, conquistaram o prêmio de 1º lugar no Congresso pelo trabalho Indicadores de lesões intra-abdominais em vítimas de trauma fechado admitidas sem dor abdominal ou alterações no exame físico do abdômen. “Fomos orientados pelo Prof. José Gustavo Parreira. Fui a responsável por representar o grupo e apresentar o trabalho no Congresso. Nós achávamos que tínhamos chance de ganhar, mas não esperávamos”, conta Joyce Francisco. O Prof. Tércio de Campos completa: “Além dos autores receberem um certificado de melhor trabalho do Congresso, aumenta-se a chance de publicação para esse trabalho.  É importante ressaltar ainda que mais três trabalhos de alunos de Graduação em Medicina da FCMSCSP receberam menção honrosa”, conclui.