Esclerose múltipla: o uso do fingolimode

Dr. Charles Peter Tilbery - FCMSCSPA esclerose múltipla, uma doença de diagnóstico difícil e com sintomas como esquecimento e perda momentânea de coordenação motora, costuma atingir, usualmente, mulheres entre 20 e 40 anos de idade. No Brasil, entidades que defendem os pacientes com a doença esperam a incorporação de uma medicação administrada oralmente, conhecida como fingolimode, no rol do Sistema Único de Saúde (SUS).

Saiba mais a respeito deste tema em reportagem publicada no Portal Info, em 28/5, com a participação do Dr. Charles Peter Tilbery, professor titular da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Clique aqui para conferir.

Anúncios