Estude na FCMSCSP: vagas remanescentes abertas até 6 de fevereiro!

peca-facebook-vagas-remanescentesA Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo comunica a abertura de seu Vestibular 2017 – 1º Semestre para o preenchimento de Vagas Remanescentes na modalidade Ampla Concorrência nos cursos de:

As inscrições para o Vestibular 2017 – 1º Semestre (Vagas Remanescentes) têm início em 22 de dezembro de 2016 e serão encerradas em 6 de fevereiro de 2017. Os candidatos que desejarem utilizar a nota do Enem neste Vestibular 2017 deverão se inscrever normalmente no Processo Seletivo do curso escolhido e entregar o boletim de desempenho entre os dias 4 de janeiro e 6 de fevereiro de 2017, pessoalmente, na Secretaria Geral da FCMSCSP, das 9h às 16h, na Rua Dr. Cesário Motta Jr., 61, Vila Buarque, São Paulo (SP). A taxa de inscrição para todos os candidatos é de 20 reais e o não pagamento implica a desistência do candidato para o Vestibular 2017 – 1º Semestre (Vagas Remanescentes).

Etapas 
  • Realização de Entrevista/Prova (a ser agendada somente após o pagamento da taxa de inscrição): de 30 de janeiro a 7 de fevereiro de 2017
  • Divulgação da Lista de Aprovados: 8/2/2017, após as 12h00
  • Matrícula para os Convocados: 9/2/2017, das 9h às 16h00

INGRESSO POR ENEM 

  • É possível a inscrição do candidato neste Processo Seletivo mediante apresentação de boletim individual de desempenho do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Realize a sua inscrição no Processo Seletivo e preencha, no campo solicitado, seu número de inscrição no Enem e ano de referência do exame. Somente com o preenchimento desses campos será possível a sua identificação como candidato via Enem. Você estará dispensado de prestar a prova, mas deverá obrigatoriamente entregar o seu boletim individual do Enem, entre os dias 4 de janeiro e 6 de fevereiro de 2017, com pontuação mínima de 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e aprovação na redação, à Secretaria de Graduação da FCMSCSP, na Rua Dr. Cesário Motta Jr., 61, 3º andar.  A taxa de inscrição para todos os candidatos é de 20 reais e o não pagamento implica a desistência do candidato para o Vestibular 2017 -1º Semestre (Vagas Remanescentes).

INGRESSO POR PROVA TRADICIONAL AGENDADA 

  • Atenção: Caso o candidato deseje ingressar no Vestibular 2017 – 1º Semestre (Vagas Remanescentes) com a realização de Entrevista/Prova agendada, não é necessário informar no momento da inscrição os dados do  boletim individual de desempenho do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
Consulte o Edital do Vestibular 2017 – 1º Semestre (Vagas Remanescentes) da FCMSCSP para mais informações.
 
INSCREVA-SE
Clique sobre o nome do curso para prosseguir com a sua inscrição:

Pós em Enfermagem Pediátrica e UTI Pediátrica

Pós_graduação_Faculdade_Santa_Casa_de_SPEm breve, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo abrirá inscrições para o curso de pós-graduação em Enfermagem Pediátrica e UTI Pediátrica. O programa de especialização (lato sensu) é voltado a enfermeiros graduados que atuem ou tenham interesse em atuar na área de Enfermagem Pediátrica.

O objetivo desta pós-graduação é permitir que, ao final do programa, o profissional tenha condições de prestar assistência de enfermagem de qualidade, fundamentada em conhecimentos científicos e humanizados à criança e ao adolescente em seu processo de crescimento e desenvolvimento global, bem como prestar assistência de enfermagem humanizada à criança e adolescente no processo de saúde e doença nos diferentes níveis de atenção, desde a atenção básica à alta complexidade. Também é esperado que desenvolva o pensamento crítico e a tomada de decisão no planejamento e prestação de assistência de enfermagem e de ações na promoção da saúde do binômio criança-família.

Duração e periodicidade

O curso tem a duração de 15 meses, sendo que em 12 meses o aluno deverá concluir as atividades teóricas e teórico-práticas e mais três meses, na sequência, para finalizar o trabalho de conclusão de curso (TCC). O programa será realizado às terças, quartas e quintas-feiras, das 14h às 18h00. Ao todo, o programa tem 500 horas, entre teoria, prática e realização de trabalho de conclusão de curso.

Coordenação

Rosemeire dos Santos VieiraRosemeire dos Santos Vieira
Mestra em Enfermagem em Pediatria, especialista em Saúde Pública e em Ativação de Processo de Mudança na Formação Superior de Profissionais de Saúde. Também é professora assistente do Curso de Graduação em Enfermagem da FCMSCSP, coordenadora das disciplinas de Enfermagem na Saúde Coletiva da Criança e do Adolescente, Enfermagem em Saúde do Idoso e Nutrição em Enfermagem e docente de Enfermagem na Saúde da Criança e do Adolescente.

Registre seu interesse

Em breve, serão informados a data de abertura para inscrições, a grade das disciplinas e o valor do investimento. Para manifestar seu interesse neste programa, preencha o formulário a seguir:

Disciplina de Enfermagem discute as interferências da sociedade na saúde

Com o objetivo de introduzir os alunos aos conhecimentos sobre a compreensão do adoecimento da população, formas de percepção desses processos, sistemas de cura e intervenções terapêuticas desenvolvidas pelas culturas humanas, o curso de Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo apresenta, no primeiro semestre, a disciplina de Ciências Sociais Aplicada à Saúde.

“A proposta é aprofundar o entendimento entre as ciências sociais e a saúde, englobando as contribuições dessa área para a Medicina. Com isso, é possível compreender a situação atual da sociedade brasileira, inclusive no âmbito familiar, associando-a aos cuidados necessários com a saúde”, conforme afirma o Dr. José Carlos Bittencourt, professor dos cursos de Enfermagem e de Medicina da Faculdade Santa Casa de São Paulo.

O especialista explica que a disciplina também aborda os desdobramentos e contribuições da área social à saúde coletiva. “Trata-se de um foco de estudo importante, visto que está presente nos cursos de Enfermagem, Fonoaudiologia e Medicina. O profissional precisa ter o conhecimento geral do ser humano, das múltiplas interações e da multiplicidade de fatores intersetoriais, respeitando as diversidades sociais e étnicas”, afirma.

De acordo com o professor, o enfermeiro irá utilizar o conteúdo obtido em sua rotina de trabalho, principalmente, no relacionamento com o paciente e com a família dele. Estes conhecimentos aprimoram a prática da atenção básica a saúde, aperfeiçoando as ações de promoção a saúde, a prevenção de doenças, o tratamento imediato participativo e responsável, além de maior adesão aos processos de recuperação e reabilitação do doente. “A situação do indivíduo adoentado não está ligada somente ao serviço de saúde, mas também à comunidade. É preciso observar como a família, o trabalho e a sociedade influenciam a pessoa. Afinal, todos estes aspectos interferem na recuperação do paciente”, finaliza.