Quando chega o momento de se decidir pela especialização em Medicina

Dr. José Eduardo Lutaif Dolci

Dr. José Eduardo Lutaif Dolci

Após seis anos de dedicação, chega a hora do jovem médico pensar em sua especialização. Segundo dados do Conselho Federal de Medicina, o país possui cerca de 400 mil médicos, sendo que, de acordo com estudo de 2012 do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), há no estado de São Paulo 106.418 médicos em atividade, dos quais 55,96% têm uma especialidade médica ou até mais. Ainda de acordo com o órgão, pediatria, ginecologia e obstetrícia, cirurgia geral, anestesiologia, clínica médica, ortopedia e traumatologia, cardiologia, oftalmologia, radiologia e diagnóstico por imagem e medicina do trabalho são as dez primeiras especialidades mais preenchidas no estado.

Nesta matéria, o Dr. José Eduardo Lutaif Dolci, diretor do curso de Graduação em Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, esclarece como a FCMSCSP tem se preocupado com a qualidade de ensino na formação de seus alunos, inclusive para que conheçam os caminhos necessários no caso de optarem por uma especialização na área. Acompanhe.

Conectar – Como tem sido a experiência da FCMSCSP na orientação a seus alunos a respeito da especialização a seguir?
Dr. Dolci – Na verdade, não fazemos nenhum direcionamento do aluno para a escolha de especialidade, principalmente porque nossa Escola sempre se orgulha por formar médicos generalistas – e muito bem formados. Desde o primeiro ano, os alunos têm amplo contato com os pacientes do Hospital Central e Unidades Básicas de Saúde (UBS), reforçando o conceito de formar o médico com ampla visão biopsicossocial. Os alunos começam a ter uma visão das especialidades entre o 3º e o 4º ano, visão esta mais teórica, mas é no internato que terão uma vivência das especialidades. Temos ainda o eletivo no 6º ano, que é um período de seis semanas no final do ano, no qual o aluno escolhe uma das especialidades – inclusive a clínica médica – em que passará por esse período para conhecer melhor a área e ajudá-lo a decidir qual aquela que deverá seguir em sua carreira de médico.

Conectar – De que forma as atividades extracurriculares da Faculdade, como o Programa Expedições Científicas e Assistenciais (PECA), contribuem no apoio à decisão dos alunos em suas especialidades?
Dr. Dolci – As atividades extracurriculares, em especial o PECA e as ligas acadêmicas, ajudam os alunos no desbravamento das especialidades, porque eles têm a oportunidade de ver, na prática, o papel do médico na sua área de atuação e, principalmente, a repercussão de sua atuação na sociedade.

Conectar – Existem áreas de especialização que merecem atenção do futuro médico, impulsionadas por progressos tecnológicos ou fatores comportamentais da população? Quais seriam?
Dr. Dolci – Existem várias especialidades que, com certeza, já despertam o interesse do jovem médico por suas novas tecnologias e novos conhecimentos. Podemos salientar o conhecimento de biologia molecular e de genética que, sem dúvida, trarão avanços para o diagnóstico e, principalmente, novas terapêuticas. Nos avanços tecnológicos, as mudanças e os novos equipamentos chegam praticamente todos os dias. O tratamento que hoje se faz para uma doença urológica ou otorrinolaringológica é totalmente diferente do que se fazia quando me formei, há 37 anos. Com a chegada do desenvolvimento das fibras óticas, as videocirurgias são muito menos invasivas com menor morbidade para os pacientes e menor tempo de internação. É claro que toda esta tecnologia influencia a decisão dos jovens na sua escolha.

Conectar – O curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP é um dos mais tradicionais do país e, regularmente, recebe reconhecimentos por sua qualidade. Como a Faculdade tem se preocupado em manter o curso o mais atualizado possível, facilitando, assim, a formação de excelência de seus alunos?
Dr. Dolci – O curso de Graduação em Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo é considerado um dos melhores do país, com reconhecimento dos órgãos institucionais e dos seus pares, principalmente. Por isso mesmo, temos a obrigação de manter o nosso nível de excelência – e a direção tanto do curso quanto da FCMSCSP tem se preocupado com isso. Recentemente promovemos uma reestruturação da matriz curricular com a introdução de novas disciplinas, necessárias frente aos novos conhecimentos, favorecendo uma maior integração das cadeiras básicas com a fisiologia e a fisiopatologia, ou seja, a saúde e a doença. Há, ainda, uma constante preocupação em estimular os alunos para iniciarem pesquisas por meio das ligas e de pós-graduação.

Saiba mais sobre o curso de Graduação em Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 69, em 14/7/2015. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Anúncios

Jornada de Oftalmopediatria da Santa Casa de São Paulo

Com a realização dos departamentos de Pediatria e Puericultura e Oftalmologia da Santa Casa de São Paulo, em parceria com a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, será lançado no dia 29 de setembro, sábado, das 9h às 14h, a I Jornada de Oftalmopediatria. Para se inscrever, clique aqui.

Para mais informações, basta se cadastrar na área “Receba nossa Newsletter” no site http://www.fcmscsp.edu.br.

O curso, com duração de seis horas, tem como objetivo oferecer uma complementação de conhecimento na área de oftalmopediatria. A abordagem do programa contemplará desde a formação e desenvolvimento da visão normal, passando pelas anomalias genéticas mais comuns, patologias oculares predominantes em crianças (com ênfase naquelas que podem passar despercebidas pela família), encerrando com a apresentação de casos rotineiros de traumas e acidentes na infância.

A I Jornada de Oftalmopediatria da Santa Casa de São Paulo tem por base a apresentação de conteúdo sob a forma de aulas teóricas e de casos clínicos, de forma dinâmica, acessível à plateia e com rico conteúdo visual.

Corpo Docente
Professores renomados, com larga experiência clínica, que promoverão uma apresentação interativa, com debates e participação da plateia, para melhor aproveitamento e fixação do conteúdo oferecido pelo curso.

A coordenação é dos professores Dr. Rogério Pecchini e Dr. José Ricardo Reggi, com a organização da Dra. Eliana Biondi Medeiros Guidoni (Pediatria), Dr. Ronaldo Boaventura Barcellos (Oftalmologia) e Dr. Luis Eduardo Rebouças de Carvalho (Oftalmologia).

Público-alvo
Acadêmicos do curso de medicina e residentes de oftalmologia e pediatria

Taxa de participação (investimento total)
Alunos, médicos e residentes Santa Casa: R$ 25,00
Demais interessados: R$ 50,00

Vagas
80 (inscrição garantida com a confirmação do pagamento)

Local
Anfiteatro Mario Altenfelder Silva
Departamento de Oftalmologia da Santa Casa (Conde de Lara, 2º andar)

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
Para baixar a programação em arquivo PDF, clique aqui.

 

Hora

Aula

Docente

9h – 9h15    Abertura Rogério Pechini e José Ricardo Reggi
9h15 – 9h45 Desenvolvimento Visual Normal / Vícios de Refração / Reflexo Vermelho Luis Eduardo Rebouças de Carvalho
9h45 – 10h Anomalias do Desenvolvimento Ocular Simone Finzi

MÓDULO

1
Coordenador da mesa: Ricardo Waetge

10h – 10h45 Caso Clínico: Repercussões Oculares da Prematuridade Ricardo Waetge
Abordagem do Oftalmo Marcelo Cavalcante Costa
Abordagem do neonatologista Paulo Pachi

MÓDULO

2
Coordenador da mesa: Ronaldo Barcellos

11h15 – 11h45 Estrabismo Ronaldo Barcellos e Rodolpho Navarro
11h45 – 12h Obstrução do canal lacrimal Ricardo Kanecadan
12h – 12h15 Glaucoma Congênito Maurício Della Paolera
12h15 – 12h30 Olho Vermelho Maria Cristina Nishiwaki-Dantas
12h30 – 12h45 Vícios de Visão Marizilda Andrade
12h45 – 13h15 Celulite Sylvia Cursino / Marco Aurélio Sáfadi
13h15 – 13h45 Diagnóstico e Condução dos traumas e acidentes mais comuns em crianças Niro Kasahara
13h45 – 14h Aberto para perguntas


Frequência, avaliação e certificado

A freqüência mínima exigida no curso é de 75% da carga horária, sendo que a avaliação é a participação presencial. Atendendo a essas condições, o participante terá direito ao seu certificado, emitido pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, que equivale a um curso de curta duração (6 horas).

Sorteio para os participantes
Livros : Manual de Urgências em Oftalmologia, 2ª edição, 2009, Editora Phoenix e “120 anos – Oftalmologia”, Editora Cultura Médica