Saiba como foi a 34ª edição do Congresso Médico Acadêmico da Santa Casa de São Paulo (CoMASC)

bruno-mills

Bruno Derwood Mills Costa de Carvalho, aluno do 3º ano do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP e presidente do DCMA

Nos dias 3, 4 e 5 de outubro, terça, quarta e quinta-feira, foi realizada a 34ª edição do Congresso Médico Acadêmico da Santa Casa de São Paulo (CoMASC) e também a 35ª Jornada de Prêmios Manoel de Abreu e Emilio Athié.

O evento, organizado pelo Departamento Científico Manoel de Abreu (DCMA), além de gratuito, é um dos mais conceituados do Brasil e desenvolvido por alunos da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo para todos os estudantes de Medicina interessados – tanto os da FCMSCSP quanto os de outras instituições. O objetivo principal do evento é promover a atualização de conhecimentos médicos e formação científica dos futuros profissionais da área de saúde.

De acordo com Bruno Derwood Mills Costa de Carvalho, aluno do 3º ano do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP e presidente do DCMA, um ponto alto do Congresso foi a palestra “Suplementação para atletas”, ministrada pelo Dr. Felipe Henning Gaia Duarte, médico do Hospital AC Camargo Cancer Center. “Nós temos muitos alunos aqui na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo que são atletas amadores e às vezes fazem uso de suplementação, então acho que foi um assunto bem relevante para todos. Além disso, a palestra de encerramento do CoMASC foi ministrada pelo Dr. Willian Ferreira Igi, ex-aluno da FCMSCSP, que comentou sobre sua experiência como voluntário na crise dos refugiados”, conta.

Segundo Mills, outro ponto forte do Congresso foi a 35ª Jornada de Prêmios Manoel de Abreu e Emilio Athié, que teve um número de inscritos recorde neste ano.  “As inscrições na Jornada de Prêmio foram um sucesso. Tivemos até que aumentar o número de trabalhos selecionados na modalidade de pôster. De maneira geral, o evento foi muito bom, pois juntamos uma diretoria dedicada com alunos muito interessados e isso fez com que os resultados fossem extremamente positivos”, finaliza.

Para conferir a lista dos vencedores da 35ª Jornada de Prêmios Manoel de Abreu e Emilio Athié, clique aqui.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 119, em 6/10/2017. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br. 

Anúncios

FCMSCSP promove 2ª edição do Portas Abertas 2017

banner home_Setembro

No dia 29/9, sexta-feira, das 13h às 18h35, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo promoverá a 2ª edição do ano de 2017 do Portas Abertas para os interessados em conhecer o tradicional curso de Graduação em Medicina da Instituição. Na ocasião, professores da FCMSCSP irão apresentar palestras sobre o curso e os visitantes poderão conhecer o complexo hospitalar e as instalações da Faculdade.

Haverá também apresentação das organizações acadêmicas, com a participação de alunos e ex-alunos. A realização deste evento é do Departamento Científico Manoel de Abreu (DCMA) e da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. O investimento é de 30 reais por participante.

Vagas limitadas.

INSCREVA-SE AQUI!

FCMSCSP é eleita a melhor faculdade de medicina particular do Brasil, segundo RUF 2017

FCMSCSP-mantém-1º-lugar-no-ranking-de-instituição-privada-em-medicina_FACEBOOKMantendo a tradição de mais de 50 anos, a Faculdade de Ciências Médicas de São Paulo foi eleita a melhor faculdade de medicina particular do País, segundo o Ranking Universitário Folha 2017 (RUF). Na classificação geral do curso, a Faculdade conquistou o nono lugar.

A FCMSCSP também foi reconhecida como a faculdade com melhor custo benefício na área da medicina, com mensalidade abaixo da média do mercado. “O curso de Medicina da FCMSCSP aposta na renovação dos conteúdos e em uma formação mais humanizada. Além disso, conta com o suporte dos hospitais da Santa Casa de São Paulo para atividades práticas dos estudantes”, afirma o professor doutor Paulo Carrara de Castro, diretor da FCMSCSP.

O cálculo das notas do ranking é feito a partir de avaliadores do Ministério da Educação (MEC), nota no Enade, número de professores mestres ou doutores, além de levar em consideração a opinião de profissionais de Recursos Humanos.

A FCMSCSP está com as inscrições abertas para o novo vestibular até o dia 16 de outubro para os cursos de Graduação em Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia, pela Fundação Vunesp (www.vunesp.com.br).

Ex-Santa: da Medicina à arte

Lívia-Burchianti-Medicina-Faculdade-Santa-Casa

Lívia Castellari Bruchianti, ex-aluna do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP 

Lívia Castellari Bruchianti nunca teve o sonho de ser médica. No curso pré-vestibular na área de Humanas, a estudante apaixonou-se pelas aulas de Biologia e Química e decidiu que a área de Biomedicina a interessava muito. Mudou, então, para as turmas de Biomédicas, em que as aulas eram recheadas de slides de vídeos de cirurgias e casos clínicos. Foi aí que Lívia descobriu, então, que a carreira de Medicina também lhe despertava interesse.

Quando chegou a época de prestar o vestibular, surgiu sua maior dúvida: Bioquímica ou Medicina? Às vésperas da decisão, foi convidada por um amigo, na ocasião residente na Universidade de São Paulo, para assistir a uma cirurgia: “Nesse dia, vestindo jaleco, touca e máscara, dentro da sala do centro cirúrgico da USP, não tive dúvida: era Medicina que eu queria”, conta.

A aprovação na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo veio de surpresa. Lívia já estava em mudança para o interior de São Paulo, a fim de estudar na Faculdade de Medicina de Marília. A matrícula encontrava-se quase fechada e o contrato de seu imóvel na região, prestes a ser assinado. Foi quando Lívia recebeu uma ligação da FCMSCSP: “A minha alegria e de minha mãe era inenarrável. Havia passado na tradicional Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, o que me permitiria permanecer em minha cidade. Fizemos as malas e voltamos para realizar a matrícula.”

Lívia ainda relembra do alívio que sentiu quando iniciou as aulas na FCMSCSP: “Na época do vestibular, fiz três anos de cursinho. Muitos dos meus amigos na Faculdade eram daquela turma. Assim, fiquei bem à vontade quando entrei na Faculdade e os vi. Senti-me em casa”.

Formada pela 48ª da turma do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP, Lívia está no segundo ano de residência em Otorrinolaringologia na Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. “Minha carreira profissional apenas começou. Aprendo a cada dia com os residentes, chefes, colegas, com as auxiliares e, principalmente, com os pacientes. Procuro seguir à risca a questão humanitária da FCMSCSP, que sempre nos mostrou que há uma diferença enorme entre ‘fazer Medicina’ e ‘ser médico’”.

Paixão pela arte e exposição na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo
Desde pequena, Lívia sempre gostou de desenhar e foi estimulada pelos pais, que disponibilizaram os mais diversos tipos de materiais artísticos. Na Faculdade, no entanto, o ritmo da pintura diminuiu consideravelmente: “A exigência do curso é enorme e pouco tempo restava para me dedicar à arte. Pintava mais durante as férias e feriados. A pintura, de certa forma, trouxe para mim um equilíbrio frente às grandes exigências do curso de Medicina.”

Com o intuito de mostrar ao público sua arte, a ex-aluna de Medicina da FCMSCSP irá expor suas pinturas a óleo, criadas nos últimos anos, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. A exposição intitulada “Lívia Bruchianti: uma década de arte”, acontece entre os dias 15 e 19 de maio, das 8h às 20h, e reúne as obras da artista desde os seus primeiros trabalhos, aos 15 anos, até suas obras mais recentes. “São ao todo 70 obras, entre telas e desenhos em pastel, desde 2005, quando atingi um estilo de pintura que posso chamar de ‘meu’, até 2017. Elas contam um pouco da minha história de vida e traduzem meu estado de espírito em determinados momentos. Deixei um pouco de mim em cada pincelada”, finaliza Lívia.

Serviço
Exposição “Lívia Bruchianti: uma década de arte”
Local: Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – Entrada pelo Hall Monumental
Endereço: 165, Av. Srg. Mario Kozel Filho, 1 – Paraíso, São Paulo (SP)
Data e horário: de 15 a 19 de maio de 2017, das 8h às 20h00
Entrada franca

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 110, em 9/5/2017. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br. 

Primeiro-Anistas da FCMSCSP promovem mais uma edição do Ambulatório Social

ambulatorio_social_2017_faculdade_santa_casaAlunos dos cursos de Graduação em Medicina e Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo promoveram no sábado, 8/4, no Largo da Santa Cecília, em São Paulo, mais uma edição do Ambulatório Social.

Com a supervisão de profissionais da saúde e professores da FCMSCSP, os alunos do primeiro ano ofereceram atendimento ambulatorial gratuito e orientações de saúde e bem-estar para aproximadamente 300 pessoas. A iniciativa possui duas edições por ano e faz parte do Projeto de Integração dos Primeiro-Anistas (PIPA) da FCMSCSP. Dentre os exames oferecidos estão o teste de glicemia, cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC), aferição de pressão arterial, orientações ginecológicas para mulheres, análise de sinais vitais, além de orientações sobre aids e doenças como diabetes e hipertensão.

“Essa iniciativa é muito importante e representa uma excelente experiência para os alunos, principalmente para aqueles que estão ingressando agora na Faculdade, pois proporciona maior proximidade com a comunidade, além de oferecer aprendizado e compartilhar conhecimento”, conta Caroline Namur, integrante do Centro Acadêmico Manoel de Abreu e aluna do 3º ano de Graduação em Medicina da FCMSCSP.

“O Ambulatório Social é uma oportunidade muito importante e gratificante, além de ser um diferencial da FCMSCSP, que possibilita o contato prévio com pacientes e fornece um panorama do atendimento multiprofissional como um benefício para o atendimento em saúde, abordando aspectos que fundamentam o exercício da Enfermagem”, conclui Luiz Zani, aluno do 3º ano do curso de Graduação em Enfermagem da FCMSCSP que marcou presença nesta edição do Ambulatório Social.

Confira neste link as fotos da participação dos alunos dos cursos de Graduação em Medicina e Enfermagem da FCMSCSP nesta edição do Ambulatório Social.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 108, em 11/4/2017. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br. 

Ex-Santa retorna à FCMSCSP para participação no 10º Fórum Científico

dr_jose_humberto_fregnani

Prof. Dr. José Humberto Fregnani, diretor executivo do Instituto de Ensino e Pesquisa da Fundação Pio XII – Hospital de Câncer de Barretos e Ex-aluno do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, com o apoio da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), realizou no dia 26 de outubro de 2016, o 10º Fórum Científico da FCMSCSP. Na ocasião, esteve presente o ex-aluno do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP, o Prof. Dr. José Humberto Tavares Guerreiro Fregnani, diretor executivo do Instituto de Ensino e Pesquisa da Fundação Pio XII – Hospital de Câncer de Barretos, para falar sobre o seu estudo, intitulado “Pesquisa e Hospital de Ensino: a contribuição na excelência do atendimento aos pacientes”. O Dr. José Humberto concedeu uma breve entrevista ao Boletim Conectar e comentou a importância de estar de volta à Instituição e também da profissão.

Conectar: Qual é a sensação de estar de volta à FCMSCSP e falar com os alunos da Instituição? 

Prof. Dr. José Humberto Fregnani: A sensação é muito agradável e boa, porque eu estou voltando a “casa”. Aqui é minha origem, foi onde eu tive a base para ser um profissional. Acredito que a principal mensagem que eu gostaria de passar para os alunos é que eles fizeram a escolha correta na vida deles ao virem para a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Aqui eles terão uma formação que poderá dar uma base profissional muito boa para eles e espero que isso seja lhes seja um estímulo.

Conectar: O que lhe motivou a ir para a área de cirurgia oncológica?
Prof. Dr. José Humberto Fregnani: Quando eu era residente de cirurgia geral na ISCMSP, vi alguns casos de pacientes com câncer, de cirurgias relacionadas com câncer, e eram cirurgias mais desafiadoras, mais complexas e nessa mesma época eu conheci uma pessoa que estava fazendo residência no A.C. Camargo e me contou um pouco como era a residência. Achei muito interessante e fascinante a área da oncologia.

Conectar: O que é mais gratificante para quem atua na área oncológica?
Prof. Dr. José Humberto Fregnani: Na área de oncologia, nós vemos de perto as dificuldades dos pacientes. Qualquer um que tenha diagnóstico de câncer vai ter um impacto muito forte na vida. Nessa área, um grande desafio é conseguir confortar o paciente e a família e, acima de tudo, tentar curá-lo. Acredito que, a maior gratificação atuando na área de oncologia, é quando conseguimos curar um paciente ou, ao menos, garantir uma qualidade de vida melhor para ele. Já como pesquisador, na minha linha de pesquisa em prevenção de câncer de colo de útero, o mais gratificante é conseguir, muitas vezes, durante a pesquisa, identificar na mulher que ela está em uma fase inicial e, assim, promover o tratamento e curá-la. A pesquisa também traz benefício na cura dessas mulheres.

Conectar: Que conselho você daria para os alunos da FCMSCSP?
Prof. Dr. José Humberto Fregnani: Meu conselho é que eles mergulhem na profissão de cabeça. O estudo não vai terminar no 6º ano da faculdade, inclusive, a verdade é que a parte mais complicada do estudo começa a partir da residência. Mas a dica que dou é que, se eles gostam do que fazem, que se dediquem de corpo e alma à profissão, sabendo que eles vão ter que estudar pelo resto da vida.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 100, em 1º/11/2016. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Areguá! O reencontro emocionante da Turma I de Medicina da FCMSCSP

i_turma_medicina_fcmscspSábado, 15/10, foi um dia de muita emoção. Nessa data, em que também se celebra o Dia do Professor, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo recebeu verdadeiros mestres, egressos ilustres que tiveram o privilégio de ver nascer o curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP. Adjetivos para descrever o momento desse encontro não faltariam. E a principal certeza que pudemos ter é que a Turma I continua assim: alegre, espontânea e saudosa. Afinal, a cada abraço, um sentimento indescritível de uma saudade que já durava 48 anos revelando o desejo de relembrar fatos marcantes da época de estudantes e de colocar a conversa em dia.

Seria impossível resumir a trajetória de cada ex-aluno aqui. Afinal, os egressos da Turma I continuam sempre por perto atuando, por exemplo, como professores na FCMSCSP e em outras instituições por todo o país, como é o caso da Dra. Tomie Umeda, ginecologista, que veio de Carajás, no Pará, para o encontro com os ex-colegas e que comemora a evolução vista na Faculdade: “Eu levei cinco horas para chegar em São Paulo, mas valeu muito a pena por ver os antigos colegas e a nova Faculdade, que não via desde a minha formação. Nós vemos como a tecnologia e o tempo mudam tudo, hoje as salas são completamente diferentes e bem mais bonitas. Mas, acima de tudo, é muito bom poder matar a saudade dos colegas.”

De acordo com o Dr. Wanderley Tadeu Sokolowski, que atua como pediatra, o reencontro causa uma sensação única. “Nós temos muita satisfação em encontrar pessoas que fizeram parte da nossa juventude, com quem convivemos durante seis anos. Nós passamos uma parte importante da nossa vida aqui, fizemos grandes amizades e é muito gostoso rever isso e ver que estão todos muito bem”, comemora.

Para o Dr. Luiz Gastão Mange Rosenfeld, especialista em hematologia e em patologia clínica e presidente do Centro de Hematologia de São Paulo (CHSP), para os que estão atuando em outras instituições, é muito bom estar de volta à Faculdade. “É extremamente importante e satisfatória a sensação de reencontrar os colegas”, conta.

encontro_02O Prof. Dr. Roberto Mitiaki Endo, que também passou a maior parte de sua vida entre a FCMSCSP e a ISCMSP, relembra os bons momentos no tempo da Graduação: “A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo quebrou muitos tabus. Nós fomos pioneiros em muitas coisas. A estrutura que nós tínhamos aqui era sonhada pelas outras faculdades e nós continuamos sendo modelo para outras Instituições”.

Segundo a Prof.ª Dra. Lygia Silveira, ex-aluna e professora do Departamento de Saúde Coletiva da FCMSCSP, que já completou 53 anos – desde que se formou – na Faculdade e na Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP), o afeto e o carinho criados pela Instituição sempre foram mais fortes, principalmente por fazer parte da primeira turma do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP: “Eu sempre estive aqui e nunca quis sair. Isso eu aprendi com uma colega que me dizia ‘vista a camisa e não tire’. É uma delícia ver todo mundo reunido, ver o carinho que as pessoas têm umas pelas outras. Isso é peculiar de pessoas da nossa idade e da nossa profissão, que é muito humanista. Essa Instituição cria na gente um sentimento que é difícil de expressar, quem está aqui dentro sabe”, declara a professora.

Quem compartilha desta paixão pela FCMSCSP é o Prof. Dr. Osmar Pedro Arbix de Camargo, membro da Diretoria da FCMSCSP: “Esse reencontro nos traz conforto pelas realizações de todos esses anos e reforça o amor por essa Instituição. Tudo isso aqui faz parte da nossa vida. Eu me sinto aqui melhor do que eu me sentiria em qualquer outro lugar do mundo. Esse é o lugar onde nós nos realizamos e todos nós compartilhamos do mesmo desejo, que é ver essa Instituição progredindo sempre e alargando continuamente o seu prestígio”, afirma.

Para o Prof. Dr. Moacyr Fucs, também professor da FCMSCSP, reencontrar esses colegas e poder apresentar a eles a Faculdade de hoje, é um sentimento muito forte: “Estou encontrando aqui colegas que eu não via há 48 anos, desde que nós nos formamos. O comparecimento foi muito grande e nós já estamos inclusive programando a nossa festa de formatura de 50 anos, em 2018”, comenta o professor

Confira alguns momentos desse encontro neste álbum da Turma I, em fotos registradas no dia 15/10.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 99, em 18/10/2016. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.