Primeiro-Anistas da FCMSCSP promovem mais uma edição do Ambulatório Social

ambulatorio_social_2017_faculdade_santa_casaAlunos dos cursos de Graduação em Medicina e Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo promoveram no sábado, 8/4, no Largo da Santa Cecília, em São Paulo, mais uma edição do Ambulatório Social.

Com a supervisão de profissionais da saúde e professores da FCMSCSP, os alunos do primeiro ano ofereceram atendimento ambulatorial gratuito e orientações de saúde e bem-estar para aproximadamente 300 pessoas. A iniciativa possui duas edições por ano e faz parte do Projeto de Integração dos Primeiro-Anistas (PIPA) da FCMSCSP. Dentre os exames oferecidos estão o teste de glicemia, cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC), aferição de pressão arterial, orientações ginecológicas para mulheres, análise de sinais vitais, além de orientações sobre aids e doenças como diabetes e hipertensão.

“Essa iniciativa é muito importante e representa uma excelente experiência para os alunos, principalmente para aqueles que estão ingressando agora na Faculdade, pois proporciona maior proximidade com a comunidade, além de oferecer aprendizado e compartilhar conhecimento”, conta Caroline Namur, integrante do Centro Acadêmico Manoel de Abreu e aluna do 3º ano de Graduação em Medicina da FCMSCSP.

“O Ambulatório Social é uma oportunidade muito importante e gratificante, além de ser um diferencial da FCMSCSP, que possibilita o contato prévio com pacientes e fornece um panorama do atendimento multiprofissional como um benefício para o atendimento em saúde, abordando aspectos que fundamentam o exercício da Enfermagem”, conclui Luiz Zani, aluno do 3º ano do curso de Graduação em Enfermagem da FCMSCSP que marcou presença nesta edição do Ambulatório Social.

Confira neste link as fotos da participação dos alunos dos cursos de Graduação em Medicina e Enfermagem da FCMSCSP nesta edição do Ambulatório Social.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 108, em 11/4/2017. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br. 

Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo é marcado por ações especiais na FCMSCSP

noemi_takiuchi_rosane_lowenthal

Prof.ª Dra. Noemi Takiuchi e Prof.ª Dra. Rosane Lowenthal

Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é um distúrbio do neurodesenvolvimento que atinge entre 1 e 2% da população e é essencial que profissionais da saúde e da educação, assim como toda a comunidade, estejam capacitados para a assistência das pessoas com autismo e para a construção de uma sociedade realmente inclusiva. Para marcar o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, comemorado em 2/4, foram realizadas diversas ações especiais na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

No dia 3 de abril, professores, alunos e colaboradores da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo participaram da campanha “Vista Azul pelo Autismo”. No mesmo dia, o curso de Graduação em Fonoaudiologia e o Departamento de Psiquiatria da FCMSCSP iniciaram o 1º Simpósio Santa Casa de Autismo. O evento, que teve continuidade no dia 4, ofereceu informações diferenciadas sobre o Transtorno do Espectro do Autismo, com atividades coordenadas por docentes da FCMSCSP, com ampla experiência e conhecimento na área.

“É essencial que todos compreendam que garantir o acesso à saúde e à educação, com intervenções eficientes, baseadas em evidências, e promover as ações e adaptações necessárias para que as pessoas com TEA se desenvolvam, possibilitará a participação social plena e em igualdade com os demais cidadãos”, afirma a Dra. Noemi Takiuchi, professora do curso de Graduação em Fonoaudiologia da FCMSCSP e uma das organizadoras do evento. “Novas edições ocorrerão com o intuito de trazer as pesquisas mais recentes na área e os trabalhos realizados na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e na Unidade de Referência em Autismo”, acrescenta a Dra. Rosane Lowenthal, do Departamento de Psiquiatria da FCMSCSP e organizadora do evento.

Enfermagem também marca presença nas iniciativas

juliana_ruiz_rosemeire_vieira

Prof.ª Juliana Elena Ruiz e Prof.ª Rosemeire Vieira

Quem também participou das ações em prol dessa importante data foi o curso de Graduação em Enfermagem da FCMSCSP. No sábado, 8/4, foi realizado o Fórum de Discussão de Enfermagem sobre o Transtorno do Espectro do Autismo, que promoveu a difusão de conhecimentos por meio da troca de experiências e informações com profissionais atuantes na área saúde e educação, com temas pertinentes ao cotidiano da pessoa com TEA.

Segundo Juliana Elena Ruiz, professora do curso de Graduação em Enfermagem da FCMSCSP, ainda existem muitas dúvidas e erros de conceitos sobre o TEA e como forma de esclarecer sobre o assunto, foi criado o fórum. “Dessa forma, independentemente da abordagem que seja escolhida para se falar sobre o TEA fica evidente que um diálogo entre diferentes campos do saber é necessário”, afirma.

“A integração do conhecimento entre profissionais permite que as pessoas com TEA possam ter um desenvolvimento melhor e que a adaptação delas à sociedade seja feita de modo amplo, não apenas tratando, mas levando em conta toda a sua realidade contextual”, finaliza Rosemeire Vieira, professora do curso de Graduação em Enfermagem da FCMSCSP.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 108, em 11/4/2017. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br. 

Pista visual de bolso para crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro Autista

pista-visual-autismo-faculdade-santa-casa

Pista visual de bolso com ilustrações de Neimer Gianvechio. Fonte: http://autismoprojetointegrar.com.br

No dia 2 de abril, foi comemorado o Dia Internacional pela Conscientização sobre o Autismo. Diante dessa data tão importante, pensando na inclusão e na informação como forma de conscientização, apresentamos um trabalho desenvolvido pela aluna Luana da Costa Cortez, orientado por Luzia N. Oka Horiuchi, professora do curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, que visa facilitar e orientar sobre a importância das pistas visuais como forma de intervenção comportamental com esta população.

A pista visual já é utilizada na intervenção com o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), principalmente na comunicação funcional, ou seja, crianças que apresentam atraso no desenvolvimento da linguagem e de outras formas de comunicação1. A pista visual não visa substituir a fala, mas funciona como “dica” e estímulo para o desenvolvimento da linguagem falada.

Durante seu estágio, a aluna Luana adaptou as pistas visuais de forma a torná-las mais práticas para as intervenções dos profissionais que as utilizam. Pensando nas AVDs (atividades de vida diária), a aluna selecionou alguns cartões, plastificou-os e agrupou em argolas de metal de forma sequencial, conforme as atividades de vida diária das crianças e adolescentes2.

Para desenvolver esse trabalho, a aluna se baseou em estudos que mostram que quanto mais concreta, estruturada e específica for a pista visual, mais rápido será o aprendizado de habilidades, verbal, motora e social da criança/ adolescente diagnosticada com TEA, se comparado a somente à comunicação verbal3.

Trabalho desenvolvido na disciplina Estágio Curricular em Enfermagem II, do 8º semestre, do curso de Graduação em Enfermagem da FCMSCSP, durante o estágio no CAISM, supervisionado pela Prof.ª Mestra Luzia Nahoyo Oka Horiuchi, em novembro de 2016, e revisado pela Prof.ª Mestra Juliana Elena Ruiz.

Referências  

  1. Redação da Revista Autismo. 2 de abril – No Dia Mundial do Autismo, Brasil espera aprovação de lei pelos deputados. 2012. [on line]. Disponível em: http://www.revistaautismo.com.br/noticias/no-dia-mundial-do-autismo-brasil-espera-aprovac-o-de-lei-pelos-deputados.
  1. Godoy A. Autismo Projeto Integrar. 2016 [on line]. Disponível em: http://autismoprojetointegrar.com.br.
  1. Krantz, P.J., & Mcclannahan, L. E. Social interaction skills for children with autism: A script-fading procedure for beginning readers. Journal of Applied Behavior Analysis, 1998. p 191-202.

FCMSCSP tem vagas remanescentes abertas para curso de Graduação em Enfermagem

enfermagem-faculdade-santa-casa-spEstão abertas até o dia 6/2 as inscrições para o Vestibular 2017 – 1º semestre (Vagas Remanescentes) do curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. O candidato também pode participar deste processo seletivo por meio da apresentação do boletim do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A taxa de inscrição é de 20 reais.

Sobre o curso de Graduação em Enfermagem da FCMSCSP
O programa iniciou suas atividades didático-pedagógicas em 2001 e suas bases estão fundamentadas no ser humano, tendo como foco a assistência, bem-estar, prevenção e promoção da saúde em diferentes âmbitos. Na FCMSCSP, o curso de Graduação em Enfermagem conta com uma estrutura pedagógica alinhada às atuais transformações científicas e sociais, visando à formação de profissionais competentes para atuar no mercado de trabalho atual e encarar os desafios relacionados à saúde pública.

Desde o início, o aluno passa por uma intensa vivência prática no complexo hospitalar da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, o que proporciona plenas condições de atuação e desenvolvimento das habilidades necessárias para exercer de forma ética e humana a profissão.

Saiba mais sobre o curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade Santa Casa de São Paulo e participe deste processo seletivo.

Novembro azul

fita-azul-novembro-azulComemorado inicialmente em 2003, na Austrália, novembro foi escolhido devido ser o mesmo mês de comemoração do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, que é o 6º câncer mais comum no mundo e o 2º. no Brasil, entre os homens.

O que é a próstata?
É uma glândula exclusiva do sexo masculino, localizada na parte baixa do abdome. Ela produz cerca de 70% do sêmen, sendo fundamental na fertilidade masculina.

Como prevenir o câncer?
Manter dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais com diminuição de gordura, principalmente as de origem animal. Evitar álcool, não fumar e ingerir água. Recomenda-se a realização de atividade física diária por 30 minutos e peso adequado à altura.

Quais exames são realizados?
O toque retal é o teste mais utilizado e eficaz quando aliado ao exame de sangue PSA (antígeno prostático específico, na sigla em inglês), que pode identificar o aumento de uma proteína produzida pela próstata, o que seria um indício da doença. Para um diagnóstico final, é necessário analisar parte do tecido da glândula, obtida pela biópsia da próstata.

Quando fazer?
É recomendado pela Sociedade Brasileira de Urologia que todos os homens com 45 anos ou mais façam os devidos exames anualmente.

Como é realizado o tratamento?
Comprovada a doença, o tratamento pode ser a cirurgia, a radioterapia ou a hormonioterapia.

Artigo elaborado por Elisa Abrantes Pereira e Rafaella Chufuli Pace, alunas do 8º Semestre do curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, sob orientação da Prof.ª Luzia N. O. Horiuchi.

Referência: Portal Brasil. Novembro Azul conscientiza homens para prevenção do câncer de próstata [online]. Disponível em: http://www.brasil.gov.br/saude/2012/11/novembro-azul-conscientiza-homens-para-prevencao-do-cancer-de-prostata. 

5º Encontro de Enfermagem Psiquiátrica da FCMSCSP

peca_facebook_2016A disciplina de Enfermagem Psiquiátrica na Saúde do Adulto do Curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo realiza no dia 19 de novembro de 2016, sábado, das 8h às 12h, o 5º Encontro de Enfermagem Psiquiátrica com o tema “Autismo: desafios para o cuidar”. O encontro é destinado a estudantes de Enfermagem, docentes, profissionais da área de saúde e interessados no tema e tem a coordenação das Professoras Juliana Elena Ruiz e Zelia Nunes Hupsel da FCMSCSP.

Investimento:

  • Alunos da FCMSCSP – 10 reais
  • Alunos de outras instituições – 15 reais
  • Profissionais e demais interessados – 20 reais

Local:
Auditório Dr. Christiano Altenfelder – Novo Prédio da FCMSCSP
Rua Dr. Cesário Motta Junior, 112, 4º andar, Vila Buarque, São Paulo (SP).

Para conhecer a programação e se inscrever, acesse a página oficial do 5º Encontro de Enfermagem Psiquiátrica “Autismo: desafios para o cuidar”. As inscrições podem ser realizadas até às 12h do dia 18/11, sexta-feira.

Evento da FCMSCSP debate o papel do profissional de saúde em casos de violência contra as mulheres

simbolo-mulherA violência contra a mulher acontece em todas as fases da vida e classes sociais e tem impacto direto na saúde da mulher e da família. Muitas vezes, a violência pode ocasionar o aumento do uso de álcool e drogas, além de problemas na saúde mental dessas mulheres. Mas, quando o profissional da saúde encontra-se em um atendimento de uma mulher vítima de violência, de que forma ele deve agir? Qual é a melhor maneira de auxiliar essas mulheres?

Para discutir esse assunto, o curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo realiza no dia 8/10, sábado, das 9h às 12h, o evento “A invisibilidade da violência contra as mulheres na vida e na cultura e seus impactos”, a fim de estimular a reflexão sobre as desigualdades de gênero na sociedade. “O objetivo é fazer com que os profissionais de saúde, em especial os futuros enfermeiros, não reproduzam essa prática que causa sofrimento, adoecimentos e traumas de diferentes ordens para as mulheres, crianças e familiares que estão próximos. Também é relevante considerar as diferentes manifestações de violência, que vão além da física, sexual, mas que também incluem o assédio, os abusos psicológicos, caracterizados por rejeição, depreciação e desrespeito”, explicam a Dra. Cell Regina da Silva Noca e a Mestra Maria Fernanda Terra, professoras do curso de Graduação em Enfermagem da FCMSCSP e coordenadoras do evento.

De acordo com as professoras, a expectativa é que o evento possa contribuir para a reflexão dos participantes, no reconhecimento da violência como um fenômeno social e um problema também do setor de saúde: “Os profissionais devem visibilizar e dar o acolhimento e apoio necessário, tais como encaminhar para os serviços especializados, de modo a ajudar no enfrentamento da violência na sociedade.”

O encontro é gratuito e destinado a estudantes de todos os cursos, docentes, profissionais da área de Enfermagem e demais interessados no tema. Para realizar a sua inscrição, acesse o site evento “A invisibilidade da violência contra as mulheres na vida e na cultura e seus impactos“.

Serviço
Data e horário: 8/10, sábado, das 9h às 12h00
Local: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo
Auditórios Prof. Dr. Emilio Athié e Prof. Dr. Paulo Augusto Ayrosa Galvão
Rua Dr. Cesário Motta Jr., 112, Vila Buarque, São Paulo (SP).

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 98, em 4/10/2016. Assine nossa newsletter:http://www.fcmsantacasasp.edu.br.