Alunos do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP apresentam trabalhos em conferência internacional

O AIDSImpact é uma conferência internacional, a qual acontece a cada dois anos, tendo como foco pesquisas e avanços na área de ciência comportamental e psicossocial no enfrentamento à epidemia de HIV/AIDS, discutindo prevenção, tratamento e cuidados para comunidades globais e também locais.

Em 2017, a conferência ocorreu na Cidade do Cabo, na África do Sul, com o tema: “O que será necessário para acabar com a epidemia?” Para este evento, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo contou com a apresentação de trabalhos desenvolvidos pelo Núcleo de Pesquisa em Direitos Humanos e Saúde LGBT+ (NUDHES), coordenado pela professora Maria Amélia de Sousa Mascena Veras e representado na conferência pelo acadêmico do curso de graduação em Medicina Igor Prado Generoso.

Os trabalhos apresentados foram:

Transgender people access to education in São Paulo, Brazil: vulnerabilities and exclusion
Autores: Igor Prado Generoso, Luca Fasciolo Maschião, Aline Borges Moreira da Rocha, Erin C. Wilson, Sean Arayasirikul, Gustavo Santa Roza Saggese, Maria Amélia Vera

Post-exposure prophylaxis use among men who have sex with men in São Paulo: highly concentrated among the most educated and unrelated to number of partners
Autores: Igor Prado Generoso, Luca Fasciolo Maschião, Aline Borges Moreira da Rocha, Maria Amélia Veras

Ambos os trabalhos tratam de aspectos sociais sobre as populações mais afetadas pela epidemia no Brasil, como acesso à educação e à saúde. O trabalho “Transgender people access to education in São Paulo, Brazil: vulnerabilities and exclusion” foi desenvolvido em parceria com os alunos de Iniciação Científica da Faculdade juntamente com pesquisadores do Departamento de Saúde Pública de São Francisco, resultado do contato estabelecido no programa de intercâmbio “Pesquisadores do Futuro”, projeto coordenado pelo Núcleo de Relações Internacionais (NRI) da FCMSCSP e com apoio da Mantenedora da Instituição, Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 121, em 8/12/2017. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br. 

Anúncios

Secretaria de Apoio à Pesquisa permite que professores se dediquem à área científica sem se preocuparem com questões burocráticas

Além de ser referência no setor de educação, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo também se destaca na área cientifica. Desde 2007, a Instituição conta com a Secretaria de Apoio à Pesquisa (SAP), idealizada para viabilizar aspectos administrativos relacionados aos projetos realizados por pesquisadores da Faculdade, permitindo, assim, que eles possam se dedicar plenamente às pesquisas.

Dra. Lia Mara Rossi - Faculdade Santa Casa de SPA Dra. Lia Mara Rossi, professora assistente do departamento de Ciências Morfológicas da FCMSCSP e supervisora da SAP, afirma que a Secretaria atua como órgão facilitador e contribui para evitar que os pesquisadores fiquem desmotivados pelas questões burocráticas relacionadas à pesquisa.

“Os pesquisadores escrevem o projeto e nós realizamos os cadastros nos sistemas eletrônicos, providenciamos os orçamentos e a coleta de documentos institucionais e assinaturas. Também fica sob nossa responsabilidade o auxílio para que o projeto seja confeccionado de acordo com a normativa da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), bem como a submissão, acompanhamento das decisões dos revisores, compras dos itens concedidos, cumprimento dos prazos de relatórios e afins e principalmente, a prestação de contas. Trabalhamos em conjunto com Prof. Dr. Hudson Sousa Buck, responsável pelo Núcleo Pedagógico do Instituto de Pesquisa da Santa Casa, que revisa o projeto e sugere correções, quando pertinentes”, afirma.

A SAP recebeu treinamento na sede da Fapesp, ministrado por uma equipe coordenada pela Gerência de Apoio, Informação e Comunicação (GAIC), pela Gerência Financeira e pela Auditoria da entidade. Com isso, passou a ser um Escritório de Apoio Institucional ao Pesquisador (EAIP) de referência, habilitado a apoiar a gestão administrativa dos suprimentos, a organização de documentos e a prestação de contas.

Para a Dra. Lia, a SAP tem atingido seus objetivos. “Disponibilizamos auxílio integral aos doutores e seus alunos, em todas as fases da pesquisa. Recebemos continuamente visitas de outras faculdades, universidades e institutos que chegam até nós sob recomendação da Direção Científica da Fapesp, para conhecer nossa lógica de atuação junto aos pesquisadores”, completa.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 32, em 10/12/2013. Assine nossa newsletter http://www.fcmsantacasasp.edu.br.