Vestibular 2019 da FCM/Santa Casa

Vestibular 2019 – FCMSCSP

Os cursos da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) têm inscrições abertas de 21/8 a 30/9. A instituição oferece cursos de Medicina (integral), Enfermagem (noturno), Fonoaudiologia (matutino), Tecnologia em Radiologia (noturno) e Tecnologia em Sistemas Biomédicos (noturno). A taxa custa R$ 60; mas, para Medicina, R$ 300.

Para o curso de Medicina, serão dois dias de provas. No primeiro dia, 20 de outubro, das 14h às 18h00, haverá uma redação e questões de conhecimentos específicos. No dia seguinte, será a vez de prova de conhecimentos gerais.

Para os demais cursos, o processo seletivo ocorrerá somente no dia 20 de outubro, também das 14h às 18h00. Os inscritos deverão produzir uma redação e responder 60 questões objetivas de conhecimentos gerais.

A previsão é que a lista de aprovados no vestibular 2019 da Santa Casa de São Paulo saia no dia 26 de novembro. Estão previstas mais três chamadas, sendo mais duas para Medicina.

O processo seletivo oferece, nesta edição, 310 vagas nos seguintes cursos de graduação:
Medicina: 120 vagas
Enfermagem: 40 vagas
Fonoaudiologia: 50 vagas
Tecnologia em Radiologia: 50 vagas
Tecnologia em Sistemas Biomédicos: 50 vagas

Inscrições: em https://www.vunesp.com.br/FAVC1802

Edital Medicina

Edital Enfermagem, Fonoaudiologia, Tecnologia em Radiologia e Tecnologia em Sistemas Biomédicos

Ficha Socioeconômica

Relação de Documentos

http://www.fcmsantacasasp.edu.br

Anúncios

1º Simpósio do Ambulatório de Artes Vocais da Santa Casa de São Paulo

No dia 19 de maio, sábado, das 8h às 18h, o curso de Graduação em Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e o Departamento de Otorrinolaringologia da ISCMSP realizam o 1º Simpósio do Ambulatório de Artes Vocais da Santa Casa de São Paulo, no Auditório Dr. Christiano Altenfelder (Novo Prédio da FCMSCSP). As inscrições vão até o dia 18/5, sexta-feira.

Voltado para alunos de graduação em todas as áreas, profissionais de saúde (otorrinolaringologistas, fonoaudiólogos, professores de canto ou cantores) e demais interessados no tema. O objetivo é oferecer mais informações sobre a importância dos cuidados com a voz para atores, artistas, cantores, professores e demais profissionais que utilizam a voz como meio de comunicação.  O evento é coordenado pela Prof.ª Dra. Marta Assumpção de Andrada e Silva, fonoaudióloga e pelo Prof. Dr. André de Campos Duprat, otorrinolaringologista, ambos professores da FCMSCSP e pela Prof.ª Renata Santos Bittencourt Silva, médica do Departamento de Otorrinolaringologia da ISCMSP.

Conheça a programação e inscreva-se no 1º Simpósio do Ambulatório de Artes Vocais da Santa Casa de São Paulo

1º Simpósio do Ambulatório de Artes Vocais da Santa Casa de São Paulo
Data: 19 de maio de 2018, sábado
Horário: das 8h às 18h00
Local: Rua Dr. Cesário Motta Júnior, 112 – Auditório Dr. Christiano Altenfelder (Novo Prédio da FCMSCSP).

Instituto Yiesia Cultura e Educação Extracurricular firma parceria com o curso de Graduação em Fonoaudiologia da FCMSCSP

O curso de Graduação em Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo firma parceria com o Instituto Yiesia Cultura e Educação Extracurricular para realização de uma assessoria fonoaudiológica aos refugiados de diversos países que fazem parte do Projeto Caleidoscópio. O projeto busca a capacitação e adaptação destes profissionais ao mercado de trabalho brasileiro. A proposta da atuação fonoaudiológica é possibilitar para esses refugiados um conhecimento de como acontecem às relações de comunicação em nossa sociedade. Explorar as questões da expressividade relacionadas à comunicação não verbal e verbal nos aspectos específicos do português brasileiro e dessa forma refletir sobre a situação de entrevista de emprego e da comunicação em geral no meio corporativo. Essa parceria é coordenada pelas Prof.ª Dra. Marina Padovani e Prof.ª Dra. Marta Assumpção de Andrada e Silva, docentes do curso de Graduação em Fonoaudiologia, além dos alunos do 3º e 4º ano do curso de Fonoaudiologia da Instituição. Futuramente, a intenção é criar um programa de extensão e envolver os demais cursos de graduação da instituição.

“Fiquei muito interessada em colaborar com o Projeto Caleidoscópio por acreditar no poder transformador da Comunicação, que é competência essencial para o sucesso na vida pessoal e profissional. Como fonoaudióloga, especialista em voz, percebo diariamente o quanto qualquer dificuldade de comunicação pode s

er aprimorada ou adaptada e impactar na qualidade de vida de quem sofre disto. Espero que com o trabalho de competência comunicativa, oferecido pelo curso de Graduação em Fonoaudiologia da FCMSCSP, os participantes do projeto Caleidoscópio tenham a comunicação como um diferencial favorável para a recolocação no mercado de trabalho”, explica a Prof.ª Dra. Marina Martins Pereira Padovani.

Segundo a Prof.ª Dra. Marta Assumpção de Andrada e Silva, o interesse pela parceria com o Yiesia no Projeto Caleidoscópio surgiu por conta da possibilidade de realizar um trabalho com essa população de refugiados que tanto precisa encontrar um espaço de identidade em uma nova sociedade. “Sabemos que a comunicação é essencial para nos sentirmos inseridos em um espaço e o trabalho que propomos, por meio do conhecimento dos sinais e signos da língua portuguesa, é o de abrir um caminho para essa apropriação.”

Prof.ª Dra. Marina Padovani e Prof.ª Dra. Marta Assumpção de Andrada e Silva, docentes do curso de Graduação em Fonoaudiologia da FCMSCSP e participantes.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 121, em 8/12/2017. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br. 

Mestrado Profissional em Saúde da Comunicação Humana da FCMSCSP recebe nota 4 da CAPES

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulgou nesta quarta-feira, dia 20 de dezembro, os resultados da avaliação de pedidos de reconsideração enviados por programas de pós-graduação stricto sensu. Estes pedidos foram recebidos pela CAPES após a divulgação das notas referentes à primeira etapa da avaliação Quadrienal 2017.

O programa de Mestrado Profissional em Saúde da Comunicação Humana teve seu pedido aceito, passando a ser nota 4.

Esta é mais uma conquista da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo no ano de 2017, em especial da área de pós-graduação. Parabéns a todos que contribuíram com este resultado.

O programa de Mestrado Profissional em Saúde da Comunicação Humana está com inscrições abertas até dia 31/1/2018. Inscreva-se.

FCMSCSP abre inscrições do Vestibular 2018

vestibular-faculdade-santa-casa-vunesp

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) comunica a abertura das inscrições para seleção de alunos das turmas 2018 dos cursos de Graduação em Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia, pela Fundação Vunesp.

Os candidatos podem se inscrever entre os dias 4 de setembro e 16 de outubro no site da Fundação Vunesp (www.vunesp.com.br). A taxa de inscrição é de R$ 60,00 para os cursos de Graduação em Fonoaudiologia e em Enfermagem e de R$ 250,00 para o curso de Graduação em Medicina.

O Vestibular 2018 para Medicina da FCMSCSP, pela Vunesp, será realizado nos dias 2 e 3 de novembro, às 14h. Já as provas para Fonoaudiologia e Enfermagem, pela mesma organizadora, ocorrem em 2 de novembro, também às 14h00.

A FCMSCSP oferece 120 vagas para Medicina, em período integral; 40 para Enfermagem, em período matutino; e 50 para Fonoaudiologia, também no matutino.

Reconhecimento nacional e mundial

“A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo tem compromisso com a sociedade, sua saúde e bem-estar, e seus cursos propiciam formação humanística e excelência profissional”, afirma o Prof. Dr. Paulo Carrara, diretor da FCMSCSP.

“Além disso, é presença constante em rankings internacionais e nacionais, que atestam a excelência do ensino e dos trabalhos de alto impacto científico”, complementa Shenjiro Kinukawa, superintendente da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, entidade mantenedora da Faculdade.

A FCMSCSP figura na 639ª posição entre 5.117 instituições do mundo, de acordo com a SCMAGO Institutions Rankings 2016 (em 2009, era 848ª). Nacionalmente, a Graduação em Medicina da FCMSCSP, em específico, é a 9ª colocada no Ranking Universitário da Folha (RUF) 2016, sendo a Faculdade a primeira entre as instituições privadas brasileiras neste curso.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 118, em 12/9/2017. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br. 

FCMSCSP promove a 15ª Jornada de Fonoaudiologia

cristiane-messas-fonoaudiologia-faculdade-santa-casa

Prof.ª Dra. Cristiane Messas, do curso de Graduação em Fonoaudiologia da FCMSCSP

O curso de Graduação em Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo realiza entre os dias 4 e 6 de setembro, a 15ª Jornada Acadêmica de Fonoaudiologia e o 4º Encontro do Mestrado Profissional em Saúde da Comunicação Humana. O evento envolverá estudantes e profissionais da área da saúde, como fonoaudiologia, psicologia, pedagogia, medicina, entre outros, em um processo de reflexão sobre o atual momento da fonoaudiologia, tendo em vista a experiência dos 15 anos de criação do curso de graduação da FCMSCSP.

Nesta 15ª edição, o tema central será a fonoaudiologia humanizada, com atuações em espaços e mentalidades diferentes. Dentre os assuntos que serão abordados, estão a audiologia, a fonoaudiologia educacional, a saúde coletiva, escolar e infantil, além do uso da voz.

“O que chama a atenção da Jornada de Fonoaudiologia promovida pela FCMSCSP é que nela são abordadas todas as áreas da fonoaudiologia, colocando-a na perspectiva de humanização e incluindo a prática e a pesquisa por meio de palestras e estudos apresentados, tanto nacionais quanto internacionais”, conta a Dra. Cristiane Messas, professora do curso de Graduação em Fonoaudiologia da FCMSCSP e coordenadora do evento.

As inscrições podem ser feitas até o dia 3 de setembro e a taxa de inscrição varia entre R$ 35 e R$ 120.

SERVIÇO
Evento: 15ª Jornada Acadêmica do curso de Fonoaudiologia
Realização: Curso de Graduação em Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo
Data: 4 e 5 de setembro de 2017, das 8h às 16h e 6 de setembro de 2017, das 9h às 13h00
Local: Auditório Dr. Cristiano Altenfelder – Novo Prédio da FCMSCSP
Endereço: Rua Dr. Cesário Motta Júnior, 112 – Vila Buarque – São Paulo (SP)
Inscrições: Jornada de Fonoaudiologia

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 117, em 22/8/2017. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.  

Perda auditiva entre adolescentes tem consequências ainda mais graves

katia-almeida-faculdade-santa-casa

Prof.ª Dra. Kátia de Almeida, vice-diretora do curso de Graduação em Fonoaudiologia da FCMSCSP

Os efeitos da exposição a elevados níveis de pressão sonora são bem conhecidos. Uma das principais consequências é a perda auditiva induzida por ruído e o trauma acústico – perda de audição decorrente de uma única exposição a um som muito intenso, direto e súbito, como armas de fogo, fogos de artifício, que podem destruir a membrana timpânica e lesionar as células ciliadas da cóclea.

A perda de audição pode acontecer em qualquer idade, desde os mais jovens aos muito idosos. Além disso, pode ter sua causa em doenças, genética, traumatismos encefálicos, complicações no parto e pelo contato com determinados medicamentos. Nos adolescentes, porém, a causa mais comum é a exposição excessiva a níveis de pressão sonora elevados, o que pode ser evitável, portanto, passível de ser prevenido.

Nos jovens, a perda auditiva tem um impacto negativo ainda maior na qualidade de vida, independentemente da idade, podendo levar à solidão, ao isolamento e à frustração. Entretanto, para os jovens e adolescentes em particular, além desses malefícios, a perda auditiva também afetará os processos acadêmicos, como escolhas vocacionais e, até, a autoconfiança e socialização.

De acordo com a Dra. Kátia de Almeida, vice-diretora do curso de graduação em Fonoaudiologia e coordenadora do Mestrado Profissional em Saúde na Comunicação Humana da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, a perda da audição tem aumentado principalmente pela superexposição a ruídos, sendo que, uma vez constatada, se torna irreversível. “Há uma grande preocupação em relação à perda de audição induzida, ou seja, causada por fatores externos. Isso acontece principalmente com jovens que utilizam aparelhos sonoros em volumes extremamente altos. Essa perda é permanente e não há como regredi-la”, afirma.

A especialista explica que a única maneira de prevenir a perda da audição é não se expor a ruídos e altas pressões sonoras, ficando o mínimo de tempo possível em lugares com muito barulho. “Para identificar uma situação de risco auditivo, basta a pessoa se atentar ao fato de que, se estiver em um ambiente com muito barulho, ela vai precisar gritar para ser ouvida. Após ficar em ambientes barulhentos, ela pode apresentar zumbido e sensação de ouvido tampado. Caso essa exposição seja reincidente, a perda pode ser permanente. A audição que teremos na terceira idade irá depender do quanto cuidamos dela na juventude”, conclui.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 116, em 1º/8/2017. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.