Tuberculose pode ser manifestada em casos de imunidade baixa

Igor-Bastos-Polonio-FCMSCSP

Dr. Igor Bastos Polonio, pneumologista e professor da FCMSCSP

A tuberculose é uma doença causada por uma bactéria chamada Mycobacterium tuberculosis, que geralmente acomete mais os pulmões, mas também pode acometer qualquer parte do corpo humano, como o cérebro, os ossos, a meninge, os rins, a pele e até os olhos.

De acordo com o Dr. Igor Bastos Polonio, pneumologista e professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, a maioria dos brasileiros possui infecção tuberculosa, mas não manifestam a doença. “A pessoa geralmente entra em contato com o bacilo da tuberculose na infância. Esse bacilo é inalado para o pulmão e, de lá, através da corrente sanguínea, pode se fixar em vários órgãos – é a chamada primo infecção tuberculosa e não deve ser confundida com doença. Após esta primo infecção, o organismo desenvolve um mecanismo de defesa, mas não consegue exterminar o bacilo; no entanto, a doença geralmente se manifesta em casos de baixa imunidade, ocasionada por doenças como depressão, vírus HIV e câncer, entre outras, que têm reflexo no sistema imunológico de uma pessoa”, explica.

A tuberculose acomete principalmente os que vivem em aglomerações, sistemas prisionais, moradores de rua que usam drogas, fumantes, diabéticos, pessoas que trabalham em laboratório e médicos. O Dr. Igor Polonio ressalta, porém, que a tuberculose só pode ser transmitida quando se trata de uma tuberculose pulmonar: “Isso acontece porque, na tuberculose pulmonar, a pessoa tosse e, com a secreção, os bacilos da tuberculose ficam naquelas gotículas microscópicas de saliva. O contato precisa ser muito próximo para contrair a doença.”

Os principais sintomas da tuberculose são tosse com secreção purulenta, muitas vezes com sangue, perda de peso e de apetite, febre – geralmente no final da tarde ou começo da noite – sudorese noturna, indisposição e falta de ar. “O diagnóstico é feito por meio do teste de escarro em pessoas que estão com tosse produtiva acima de 3 semanas”, esclarece o pneumologista.

O tratamento, segundo o Dr. Igor, é feito à base de quatro antibióticos combinados em comprimidos e cápsulas, que não são encontrados na farmácia: “O médico vai precisar solicitar esses medicamentos na rede pública, já que a tuberculose é uma doença de notificação compulsória. Na forma pulmonar, o tratamento dura 6 meses, em média”, finaliza.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 106, em 14/3/2017. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br. 

Anúncios

Sobre Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo
A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) é uma instituição de ensino superior com mais de 50 anos de atividades. Tem como mantenedora a Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, que também incentiva a realização ou a participação em pesquisas nos âmbitos científico e técnico e estimula, pela promoção ou participação, estudos nas áreas médica, sanitária e social. Oferece cursos de graduação em Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia; graduação tecnológica em Radiologia e em Sistemas Biomédicos, além de diversos cursos de pós-graduação (especialização lato sensu, mestrado ou doutorado) e pós-doutorado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: