Estágios são fundamentais para o desenvolvimento profissional

homero-melo-fcmscsp

Prof. Dr. Homero José de Farias e Melo, diretor dos Cursos de Graduação Tecnológica da FCMSCSP

Primeiro passo para o desenvolvimento da vida profissional de um universitário, o estágio é essencial para colocar em prática tudo aquilo que é aprendido em sala de aula por um estudante, além de promover troca de experiências com colegas da área e amadurecimento profissional e pessoal. Sabendo da importância dessa prática, a Diretoria dos Cursos de Graduação Tecnológica da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, desde o primeiro dia do ingresso na Instituição, incentiva seus alunos a irem em busca de oportunidades de estágios, sejam eles curriculares ou extracurriculares.

Nos estágios curriculares na área de Radiografia, por exemplo, os alunos exercem a prática de Tomografia Computadorizada e Raio-X, tanto geral como ortopédico ou em centro cirúrgico. Desde o início do curso, os estudantes vivenciam as aulas práticas nas disciplinas das técnicas radiológicas na Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

Já os estágios extracurriculares, geralmente realizados em empresas privadas (hospitais, clínicas etc.), também possibilitam aos alunos colocarem em prática aquilo que aprendem nos cursos de graduação Tecnológica da FCMSCSP, além de serem remunerados, o que os torna ainda mais atrativos para os estudantes. A realização dos estágios extracurriculares é possível, principalmente, pelo diferencial da FCMSCSP na oferta desses cursos no período noturno, o que facilita a contratação dos estudantes por parte das empresas que necessitam de estagiários trabalhando nos períodos da manhã e tarde, em sua maioria.

“O estágio é uma maneira para o estudante se desenvolver e ter uma possibilidade real de ser contratado. Os que estão indo para o mercado, já estão fazendo a diferença, pois quanto mais o aluno associar a prática com a teoria, mais rapidamente ele conseguirá fazer as conexões dentro de sala de aula. Isso fará dele um estudante e profissional melhor”, explica Dr. Homero José de Farias e Melo, diretor dos Cursos de Graduação Tecnológica da FCMSCSP.

“As aulas da FCMSCSP são fundamentais para o meu desenvolvimento onde obtenho o conhecimento e lições para a prática do dia a dia, me dando o suporte que necessito. O estágio extracurricular é de extrema importância para agregar altos parâmetros e novos conhecimentos na área, aderindo um contato direto com os pacientes onde tenho a oportunidade de colocar em prática aquilo que aprendo em sala de aula e também onde cada dia pode-se descobrir o ofício de trabalhar na área e assim, contribuir com o que faremos após a nossa formação”, conta Maria Aline Soares, aluna do curso de Graduação Tecnológica em Radiologia da FCMSCSP e que atua como estagiária na Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (FIDI).

Anúncios

Pós-graduação em Enfermagem Clínica e Cirúrgica tem inscrições abertas

janete-komessu-fcmscsp

Prof.ª Mestra Janete Hatsuko Komessu

Com o objetivo de capacitar enfermeiros a prestarem assistência a pacientes adultos e idosos – com afecções agudas e crônicas – hospitalizados em unidades de internação clínica e cirúrgica, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo oferece curso de Pós-graduação lato sensu em Enfermagem Clínica e Cirúrgica, estruturado para contemplar diversas situações presentes no cotidiano do enfermeiro.

De acordo com a Prof.ª Mestra Janete Hatsuko Komessu, coordenadora do programa, o avanço das terapias clínicas e cirúrgicas dos diversos problemas de saúde, com novas propostas de tratamentos, torna cada vez mais importante a especialização e o aprimoramento do conhecimento e prática clínica dos enfermeiros para atenderem a essa demanda do mercado de trabalho. “Diante desse cenário, procuramos atualizar o enfermeiro em relação aos conceitos na assistência à saúde da população e capacitar esse profissional ao atendimento baseado em evidências científicas e, ao mesmo tempo, priorizar a humanização”, conta.

O curso oferecerá oportunidade de atualização à assistência clínica e cirúrgica nos Sistemas Neuroendócrino, Cardiovascular, Pulmonar, Digestório, Renal/Metabólico e Musculoesquelético, com o intuito de aprimorar o raciocínio clínico do enfermeiro. “Além disso, acredito que a carga horária mais extensa de prática clínica, com oportunidade de vivenciar a assistência direta ao paciente clínico e cirúrgico, é de extrema importância para formação abrangente do enfermeiro. Os professores responsáveis pelas disciplinas do curso são profissionais com vasta experiência na prática hospitalar, por serem estudiosos em diversas áreas da assistência à saúde, com qualificação formal como especializações, mestrado e doutorado”, finaliza a professora Janete Hatsuko.

Serviço
Inscreva-se aqui: Enfermagem Clínica e Cirúrgica
Coordenação: Prof.ª Mestra Janete Hatsuko Komessu
Vagas: 30
Prazo para inscrições: até 17 de janeiro de 2017
Carga horária total: 420 horas
Duração do curso: 18 meses
Horário: sextas-feiras, das 14h às 22h, e, quinzenalmente, aos sábados, das 8h às 17h00
Investimento total: Matrícula + 17 parcelas de R$ 600,00
Obs.: condições especiais para ex-alunos da FCMSCSP ou funcionários da Santa Casa de São Paulo.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 101, em 22/11/2016. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Para compreender eletrocardiograma

pedro-veronese-fcmscsp

Dr. Pedro Veronese, Ex-Santa e médico assistente na ISCMSP

Formado pela 37ª Turma do curso de Graduação em Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, o Dr. Pedro Veronese, que sempre teve interesse pelo tema de eletrocardiograma, se tornou referência para alunos e residentes na discussão do método. Decidiu, então, criar, na própria Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, um curso que abordasse as práticas da área, intitulado “Descomplicando ECG”. O Ex-Santa especializou-se em cardiologia, arritmia clínica e eletrofisiologia no Instituto do Coração, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, onde hoje faz doutorado, e atua há 10 anos como médico assistente do Serviço de Emergência do Hospital Central da ISCMSP. “Sempre fui cobrado para estruturar um curso de eletrocardiograma. Da união do meu amor pelo tema com a cobrança dos alunos e residentes, nasceu esse curso”, afirma o Dr. Pedro Veronese.

O curso é voltado para alunos do 1º ao 6º ano do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP, para residentes de clínica médica e outros profissionais, como enfermeiros e fisioterapeutas, e aborda as práticas do eletrocardiograma desde os conceitos mais básicos até o nível avançado. “Serão 12 aulas com 2 horas de duração cada, que serão ministradas em seis sábados pela manhã (2 aulas por sábado), com duração de quase 2 meses”, explica o professor.

O curso terá início no próximo dia 10 de dezembro e, além das aulas presenciais, os alunos poderão rever as aulas no formato online, com acesso aos principais tópicos de cada aula e exercícios para fixação do conhecimento, que será disponibilizado no site oficial do curso. Ao final do programa, os alunos que cumprirem todos os requisitos ganharão um certificado: “Pela primeira vez na minha vida, estou montando um projeto meu, com a parceria da Dra. Michelle Ugolini, chefe de plantão do Pronto-Socorro Central da ISCMSP”, conta.

Retribuição
Bolsista na FCMSCSP durante os seis anos da graduação, o Dr. Pedro Veronese irá retribuir o investimento da Instituição em seus estudos oferecendo algumas bolsas integrais do curso Descomplicando ECG para alunos que já sejam bolsistas da Faculdade. “Nós iremos fazer uma consulta a esses estudantes sobre o interesse pelo curso e entre os interessados, realizaremos um sorteio. A ideia é oferecer sempre algumas bolsas integrais em todas as edições do curso”, explica o ex-Santa.

Os demais interessados podem se inscrever para o programa a partir de 1º/12 diretamente no site do curso “Descomplicando ECG”, mantido pelo Dr. Veronese.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 101, em 22/11/2016. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Novembro azul

fita-azul-novembro-azulComemorado inicialmente em 2003, na Austrália, novembro foi escolhido devido ser o mesmo mês de comemoração do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, que é o 6º câncer mais comum no mundo e o 2º. no Brasil, entre os homens.

O que é a próstata?
É uma glândula exclusiva do sexo masculino, localizada na parte baixa do abdome. Ela produz cerca de 70% do sêmen, sendo fundamental na fertilidade masculina.

Como prevenir o câncer?
Manter dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais com diminuição de gordura, principalmente as de origem animal. Evitar álcool, não fumar e ingerir água. Recomenda-se a realização de atividade física diária por 30 minutos e peso adequado à altura.

Quais exames são realizados?
O toque retal é o teste mais utilizado e eficaz quando aliado ao exame de sangue PSA (antígeno prostático específico, na sigla em inglês), que pode identificar o aumento de uma proteína produzida pela próstata, o que seria um indício da doença. Para um diagnóstico final, é necessário analisar parte do tecido da glândula, obtida pela biópsia da próstata.

Quando fazer?
É recomendado pela Sociedade Brasileira de Urologia que todos os homens com 45 anos ou mais façam os devidos exames anualmente.

Como é realizado o tratamento?
Comprovada a doença, o tratamento pode ser a cirurgia, a radioterapia ou a hormonioterapia.

Artigo elaborado por Elisa Abrantes Pereira e Rafaella Chufuli Pace, alunas do 8º Semestre do curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, sob orientação da Prof.ª Luzia N. O. Horiuchi.

Referência: Portal Brasil. Novembro Azul conscientiza homens para prevenção do câncer de próstata [online]. Disponível em: http://www.brasil.gov.br/saude/2012/11/novembro-azul-conscientiza-homens-para-prevencao-do-cancer-de-prostata. 

Novembro Azul: professor da FCMSCSP comenta prevenção ao câncer de próstata

dr-marjo-perez-1454317793-56af20e1afd78.jpg

Dr. Marjo Deninson Cardenuto Perez, urologista e professor da FCMSCSP

Em entrevista ao Blog Vivo Mais Saudável, o Dr. Marjo Deninson Cardenuto Perez, urologista e professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, comentou a importância da prevenção ao câncer de próstata, considerado o câncer mais comum no homem.

Confira no vídeo abaixo:

Para ler a entrevista na íntegra direto da fonte, clique aqui.

Ambulatório Social: mais de 300 atendimentos à população

No sábado, dia 5/11, alunos da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo foram às ruas para mais uma edição do Ambulatório Social, uma iniciativa idealizada pelo Projeto de Integração dos Primeiro-Anistas (PIPA) da FCMSCSP, com a organização do Centro Acadêmico Manoel de Abreu (CAMA). Na prática, o objetivo da ação é oferecer atendimento médico gratuito à população de São Paulo por meio de um mutirão da saúde. A iniciativa contou com a presença de cerca de 60 pessoas, entre professores e estudantes dos cursos de Graduação em Medicina e de Graduação em Fonoaudiologia da FCMSCSP, na Praça da República, em São Paulo (SP).

No total, foram registrados 320 atendimentos ambulatoriais e orientações de saúde e bem-estar. Com a supervisão de médicos, fonoaudiólogos e professores da Instituição, os alunos realizaram exames clínicos na população e prestaram informações sobre suas condições de saúde e orientações sobre doenças como HIV, diabetes e hipertensão.

Confira alguns registros deste encontro:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Ex-Santa retorna à FCMSCSP para participação no 10º Fórum Científico

dr_jose_humberto_fregnani

Prof. Dr. José Humberto Fregnani, diretor executivo do Instituto de Ensino e Pesquisa da Fundação Pio XII – Hospital de Câncer de Barretos e Ex-aluno do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, com o apoio da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), realizou no dia 26 de outubro de 2016, o 10º Fórum Científico da FCMSCSP. Na ocasião, esteve presente o ex-aluno do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP, o Prof. Dr. José Humberto Tavares Guerreiro Fregnani, diretor executivo do Instituto de Ensino e Pesquisa da Fundação Pio XII – Hospital de Câncer de Barretos, para falar sobre o seu estudo, intitulado “Pesquisa e Hospital de Ensino: a contribuição na excelência do atendimento aos pacientes”. O Dr. José Humberto concedeu uma breve entrevista ao Boletim Conectar e comentou a importância de estar de volta à Instituição e também da profissão.

Conectar: Qual é a sensação de estar de volta à FCMSCSP e falar com os alunos da Instituição? 

Prof. Dr. José Humberto Fregnani: A sensação é muito agradável e boa, porque eu estou voltando a “casa”. Aqui é minha origem, foi onde eu tive a base para ser um profissional. Acredito que a principal mensagem que eu gostaria de passar para os alunos é que eles fizeram a escolha correta na vida deles ao virem para a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Aqui eles terão uma formação que poderá dar uma base profissional muito boa para eles e espero que isso seja lhes seja um estímulo.

Conectar: O que lhe motivou a ir para a área de cirurgia oncológica?
Prof. Dr. José Humberto Fregnani: Quando eu era residente de cirurgia geral na ISCMSP, vi alguns casos de pacientes com câncer, de cirurgias relacionadas com câncer, e eram cirurgias mais desafiadoras, mais complexas e nessa mesma época eu conheci uma pessoa que estava fazendo residência no A.C. Camargo e me contou um pouco como era a residência. Achei muito interessante e fascinante a área da oncologia.

Conectar: O que é mais gratificante para quem atua na área oncológica?
Prof. Dr. José Humberto Fregnani: Na área de oncologia, nós vemos de perto as dificuldades dos pacientes. Qualquer um que tenha diagnóstico de câncer vai ter um impacto muito forte na vida. Nessa área, um grande desafio é conseguir confortar o paciente e a família e, acima de tudo, tentar curá-lo. Acredito que, a maior gratificação atuando na área de oncologia, é quando conseguimos curar um paciente ou, ao menos, garantir uma qualidade de vida melhor para ele. Já como pesquisador, na minha linha de pesquisa em prevenção de câncer de colo de útero, o mais gratificante é conseguir, muitas vezes, durante a pesquisa, identificar na mulher que ela está em uma fase inicial e, assim, promover o tratamento e curá-la. A pesquisa também traz benefício na cura dessas mulheres.

Conectar: Que conselho você daria para os alunos da FCMSCSP?
Prof. Dr. José Humberto Fregnani: Meu conselho é que eles mergulhem na profissão de cabeça. O estudo não vai terminar no 6º ano da faculdade, inclusive, a verdade é que a parte mais complicada do estudo começa a partir da residência. Mas a dica que dou é que, se eles gostam do que fazem, que se dediquem de corpo e alma à profissão, sabendo que eles vão ter que estudar pelo resto da vida.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 100, em 1º/11/2016. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.