Fobia social: como identificá-la?

ricardo-uchida-fcmscsp

Dr. Ricardo Uchida, psiquiatra e professor assistente da FCMSCSP

Ser tímido pode ser considerado, em muitos casos, algo normal. No entanto, quando a timidez tem impacto negativo na vida social ou profissional de um indivíduo, um diagnóstico de Transtorno de Ansiedade Social – o medo de situações sociais – deve ser levado em consideração. O indivíduo que sofre do transtorno, também chamado de fobia social, tem medo de ser exposto e julgado negativamente por outras pessoas. Os sintomas físicos mais frequentes são rubor, sudorese e boca seca.

De acordo com Ricardo Uchida, psiquiatra e professor assistente da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, uma pessoa diagnosticada com fobia social não tem apenas medo ou receio de exposição social, já que em algum momento da vida, qualquer um de nós pode passar por isso. Para ele, quando o caso é muito grave, a pessoa passa a evitar essas situações: “O indivíduo evita conversar com estranhos, procurar emprego, ter discussões ou conversas importantes com outras pessoas. Às vezes, até consegue fazer essas atividades, só que com muito sofrimento, o que causa muito prejuízo”, explica.

Existem dois tipos de ansiedade social: a simples e a generalizada. A ansiedade simples é caracterizada por, basicamente, receio de falar em público. Esse é o tipo mais comum de ansiedade social. A ansiedade generalizada, por sua vez, é menos freqüente, mas causa muito mais prejuízo para a saúde do indivíduo. “No tipo generalizado, você não tem só medo de falar em público, esse medo de exposição social vai abrangendo várias outras áreas da vida da pessoa e muitas outras situações. Esse tipo de medo causa uma desmoralização crônica, frequentemente o indivíduo fracassa em interações sociais, o que o deixa desmoralizado, pouco confiante em si mesmo, o que o leva ao isolamento social, ao prejuízo vocacional e muitas comorbidades como depressão e abuso de álcool”, conta o psiquiatra.

Segundo o Dr. Uchida, o início mais freqüente do transtorno da ansiedade social é no começo da adolescência. É uma tendência, nessa época, que alguns adolescentes se tornem mais tímidos e que isso possa evoluir para um diagnóstico de fobia social. “Na maioria das vezes, o caso é de evolução insidiosa; ela começa leve e aumenta progressivamente conforme a pessoa acumula experiências negativas em relação à timidez”, afirma. Além disso, a incidência é semelhante em homens e mulheres e estima-se que, durante toda a vida, a chance de uma pessoa desenvolver o Transtorno de Ansiedade Social é de 13%.

Para o tratamento do transtorno, o psiquiatra explica que pode ser feito com uso de medicamentos, mas que esse tipo de tratamento não acaba totalmente com os sintomas. Por isso, o mais indicado é unir a terapia ao uso de medicamentos. “A terapia tem uma vantagem muito grande em relação à medicação, porque quando é interrompida, o ganho é em longo prazo, enquanto o paciente que é apenas medicado, volta a apresentar os sintomas da fobia social”, finaliza.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 93, em 26/7/2016. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Anúncios

Sobre Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo
A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) é uma instituição de ensino superior com mais de 50 anos de atividades. Tem como mantenedora a Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, que também incentiva a realização ou a participação em pesquisas nos âmbitos científico e técnico e estimula, pela promoção ou participação, estudos nas áreas médica, sanitária e social. Oferece cursos de graduação em Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia; graduação tecnológica em Radiologia e em Sistemas Biomédicos, além de diversos cursos de pós-graduação (especialização lato sensu, mestrado ou doutorado) e pós-doutorado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: