Infecção dos ouvidos em crianças: saiba os cuidados necessários

jose-eduardo-lutaif-dolci-fcmscsp

Dr. José Eduardo Lutaif Dolci, professor titular e diretor do curso de Graduação em Medicina da FCMSCSP

Popularmente conhecida por infecção dos ouvidos, a otite média aguda acomete a orelha média e é muito mais frequente em crianças, principalmente em bebês. Isso acontece em virtude de uma formação anatômica do canal auditivo. Os quadros alérgicos e infecções das vias aéreas superiores, mais prevalentes nos períodos de tempo seco e frio, como resfriados, sinusites, rinossinusites, rinites, são as principais causas das otites médias agudas em bebês e crianças.

De acordo com Dr. José Eduardo Lutaif Dolci, professor titular e diretor do curso de Graduação em Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, as crianças de 0 a 3 anos de idade têm maior propensão a desenvolver a otite média aguda porque elas têm a tuba auditiva – canal que comunica o ouvido com o nariz – mais horizontalizado e mais largo. “É muito mais fácil qualquer processo vindo do nariz chegar até a orelha média e desencadear uma infecção”, afirma.

Além disso, segundo o Dr. Dolci, existem crianças que são denominadas como “criança catarral”, que são aquelas que têm repetidos episódios de otite na primeira infância. Algumas com episódios a cada 2 meses e com secreção. São as otites médias supuradas. “São crianças que têm, geneticamente, a característica de serem alérgicas à poeira, ácaro, fungo, pelo de animal, alimentos e têm quadros repetidos de obstrução nasal, levando também ao desenvolvimento da otite”, explica o professor.

Com o tratamento adequado e acompanhamento, os episódios evoluem para a cura, fechando a membrana rompida muito rapidamente. Nesses episódios, a recomendação é afastar a criança da creche ou da escola, porque nesse ambiente sempre há uma criança com quadro viral, como afirma o professor: “O processo, geralmente, é contínuo. As crianças saram e voltam a ter esses quadros. Portanto, a criança catarral, que já tem maior propensão a desencadear a otite, sofre repetidos episódios.”

O especialista ressalta ainda que é fundamental tratar a infecção, pois ela pode evoluir para casos mais graves e complicações intracranianas como meningite, abscesso cerebral. De acordo com ele, não é muito comum que esses quadros evoluam dessa forma, porém os casos também não são raros.

Para a prevenção, é fundamental identificar os fatores que provocam reação alérgica e tratar sempre que esse quadro aparecer, com acompanhamento médico. “Cirurgia é sempre a última opção. Somente é recomendada para crianças que têm adenoidites de repetição, uma hipertrofia ou aumento muito grande da adenoide, que impede de respirar adequadamente”, explica o professor. “Isso porque a partir de 7 ou 8 anos as crianças que apresentaram episódios repetidos de otite já passam a ter uma melhora muito expressiva, com queda brutal na frequência do quadro”, finaliza.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 92, em 12/7/2016. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Anúncios

Sobre Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo
A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) é uma instituição de ensino superior com mais de 50 anos de atividades. Tem como mantenedora a Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, que também incentiva a realização ou a participação em pesquisas nos âmbitos científico e técnico e estimula, pela promoção ou participação, estudos nas áreas médica, sanitária e social. Oferece cursos de graduação em Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia; graduação tecnológica em Radiologia e em Sistemas Biomédicos, além de diversos cursos de pós-graduação (especialização lato sensu, mestrado ou doutorado) e pós-doutorado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: