Entenda as causas da artrose

Dr_Osmar_Camargo_Faculdade_Santa_Casa_de_SP

Dr. Osmar Pedro Arbix de Camargo, especialista em Cirurgia do Joelho e professor adjunto da FCMSCSP

A artrose ou osteoartrite é uma afecção causada pelo desgaste anormal da cartilagem que recobre os ossos formadores das articulações do nosso corpo. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), ela atinge cerca de 80% da população mundial com mais de 65 anos. Só no Brasil, cerca de 15 milhões de pessoas têm a sua qualidade de vida reduzindo-se ano a ano, pois ela é progressiva, podendo levar à incapacidade total se o portador não seguir com seriedade um programa para retardar a sua evolução.

Segundo o Prof. Dr. Osmar Pedro Arbix de Camargo, especialista em Cirurgia do Joelho, professor adjunto do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e vice-diretor do curso de Graduação em Medicina, os pacientes referem inicialmente a presença de dor, de início quando realizam algum movimento, e, mais tarde, com o agravamento, podem sentir dor intensa mesmo ao repouso. “Além da dor, ocorre uma diminuição nos movimentos antes normais, com inchaço local, e deformidades, como joelhos arqueados, dedos das mãos com nódulos, coluna vertebral rígida, havendo mesmo o surgimento de frouxidão das articulações comprometendo o equilíbrio e a força muscular”, afirma.

A artrose tem diversas origens, de acordo com Dr. Camargo. Em idosos, atinge mais as mulheres, surgindo na época da menopausa, em torno dos 60 anos. Contudo, o seu aparecimento pode ser após traumatismos como fraturas, rupturas de ligamentos, ossos deformados, que ocasionam um desgaste assimétrico acentuado. “Outras causas de artrose são as doenças reumáticas, a gota (acúmulo de ácido úrico), as infecções articulares, ou o uso prolongado de imobilizações (gesso) após fraturas ou operações ortopédicas”, explica.

As partes do corpo mais atingidas pela artrose, acrescenta o médico, são as chamadas “articulações de carga”, ou seja, aquelas que aguentam o peso corporal de uma pessoa: “Os pés, tornozelos, joelhos, quadris e a coluna são mais comuns. Esses ossos se alargam nas extremidades por causa do aumento da carga mecânica advinda da artrose, e o paciente nota as articulações mais grossas e deformadas. As radiografias mostram ao médico o contato dos ossos sem as cartilagens, e os alargamentos conhecidos como ‘bicos de papagaio’”, completa.

Dependendo da gravidade do caso, o tratamento varia desde o uso de medicamentos, perda de peso, fisioterapia, recondicionamento físico, até a adoção de tratamentos cirúrgicos como modelagem das articulações, alinhamentos de ossos deformados, ou mesmo a troca das superfícies ósseas em contato, pelo revestimento com material sintético, as chamadas próteses articulares.

Uma vida saudável, composta por exercícios regulares, sem esforços excessivos, para manter-se a elasticidade, a força muscular e a agilidade, acompanhados da manutenção do peso ideal, diminui a probabilidade de instalação da artrose nos indivíduos que não apresentem as causas secundárias já apontadas pelo Dr. Camargo. “É muito importante não fazer grandes esforços, repetidos ou isolados nas atividades de trabalho ou do esporte, que devem estar adaptadas à idade, sexo e capacidade física individual, para evitar lesões que provoquem artrose”, conclui.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 88, em 17/5/2016. Assine nossa newsletter: www.fcmsantacasasp.edu.br.

Anúncios

Sobre Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo
A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) é uma instituição de ensino superior com mais de 50 anos de atividades. Tem como mantenedora a Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, que também incentiva a realização ou a participação em pesquisas nos âmbitos científico e técnico e estimula, pela promoção ou participação, estudos nas áreas médica, sanitária e social. Oferece cursos de graduação em Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia; graduação tecnológica em Radiologia e em Sistemas Biomédicos, além de diversos cursos de pós-graduação (especialização lato sensu, mestrado ou doutorado) e pós-doutorado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: