Concluída a 9ª Edição do Projeto de Expedições Científicas e Assistenciais (PECA) da Faculdade Santa Casa de SP

Alunos dos cursos de graduação em Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo realizaram a 9ª edição do Projeto de Expedições Científicas e Assistenciais (PECA), em São Sebastião (SP), entre os dias 24 e 29 de janeiro de 2013.

Nesta reportagem, exibida em 31/1/2013 no Bom Dia São Paulo (Rede Globo), foram apresentados alguns exemplos de atendimento entre as especialidades de Clínica Médica, Ginecologia, Pediatria, Psiquiatria, Urologia, Geriatria, Otorrinolaringologia, Ortopedia, Dermatologia, Neurologia, Psicologia, Nutrição, Odontologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Serviço Social, Enfermagem e Fonoaudiologia disponíveis durante este grande mutirão da saúde.

Anúncios

Faculdade Santa Casa de SP participa do 10º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva da Abrasco

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo teve importante participação no 10º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, realizado em novembro de 2012, em Porto Alegre (RS). Organizado pela Abrasco (Associação Brasileira de Saúde Coletiva), o evento tinha como objetivo atualizar os conhecimentos de profissionais e graduandos da área da saúde, por meio de oficinas, cursos, palestras e seminários.

Leslie Sales - Faculdade Santa Casa de São Paulo - EnfermagemPara representar a Faculdade, estiveram presentes no encontro a enfermeira Beatriz S. G. Calvancanti, graduada na turma XVI, além de Juliana Scavone, Mariana Morais e Leslie Sales, recém-formadas em Enfermagem. Elas apresentaram os seguintes trabalhos por meio de pôsteres eletrônicos:

• “Planejamento Estratégico Situacional em Saúde: elaboração e avaliação do instrumento para consulta de enfermagem ao paciente adulto”;
• “Contribuições do Programa Educação pelo Trabalho nas ações em saúde materna e infantil da Unidade Básica de Saúde Santa Cecília – Dr. Humberto Pascalli”;
• “Violência Doméstica: mapa da rede de proteção e apoio da região da Sé da cidade de São Paulo”.
• “Caracterização do perfil epidemiológico das vítimas de violência atendidas no Pronto Socorro Adulto do Hospital Central da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo”.

De acordo com a Dra. Cell Regina da Silva Noca, professora do curso de Enfermagem da Faculdade Santa Casa de São Paulo e orientadora dos trabalhos apresentados, ao lado da Dra. Lívia Keismanas, professora do mesmo curso, o encontro se destaca por discutir questões teóricas e práticas. “O evento aborda propostas melhores para a saúde coletiva. São temas muito contemporâneos, como a cultura da paz, a violência urbana e a formação no setor”, diz.

A docente também comenta a significativa presença da Instituição no Congresso. “Além das palestras ministradas por professores, foi fundamental o incentivo dado pela Faculdade à participação de alunos, custeando a estada, passagens e taxas de inscrição. Afinal, a troca de informações, com certeza, contribuiu para ampliar seus conhecimentos”, enfatiza.

A ex-aluna Leslie Sales classifica o Congresso como excelente. “Tivemos a oportunidade de conhecer novos profissionais, participamos de oficinas, rodas de discussões e palestras. Para mim, foi uma experiência inédita e que me incentivou a apresentar, no futuro, outros trabalhos”, conclui.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 9, em 22/1/2013. Assine nossa newsletter:http://www.fcmsantacasasp.edu.br

Em 2013, Faculdade Santa Casa de São Paulo inicia Mestrado Profissional em Saúde da Comunicação Humana

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo avança em sua missão de proporcionar capacitação acadêmica de excelência na área da saúde e apresenta o Mestrado Profissional em Saúde da Comunicação Humana. Aprovado pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), o novo programa é voltado a fonoaudiólogos, pedagogos, psicólogos e interessados nos processos e distúrbios da comunicação humana.

O curso visa capacitar os profissionais a aprimorar e desenvolver serviços que incorporem inovação tecnológica, com habilidades e competências reflexivas, a partir da produção de conhecimento na área da comunicação humana e de seus processos, o que ocorre por meio da capacidade de utilizar evidências e metodologias investigativas científicas.

Dra. Kátia de Almeida - FonoaudiologiaDe acordo com a Dra. Kátia de Almeida, coordenadora do mestrado e vice-diretora da graduação em Fonoaudiologia da Faculdade Santa Casa de São Paulo, o curso é o primeiro do Estado de São Paulo nesta área. “A aprovação desse programa pela Capes mostra o nosso amadurecimento acadêmico, já que o mesmo grupo de professores da graduação, cujo curso de Fonoaudiologia completou 10 anos em 2012, também participou da estruturação deste mestrado. Nosso objetivo é formar profissionais interessados em atuar no mercado de trabalho”, afirma.

Segundo a Dra. Kátia, o curso propiciará aos alunos ferramentas para que possam melhorar suas práticas profissionais. “Abordaremos durante as aulas questões relacionadas à linguagem, audição, saúde coletiva dirigida à comunicação humana, e aspectos ligados à fala e voz”, complementa.

O Mestrado Profissional em Saúde da Comunicação Humana terá início em março de 2013. As inscrições [estão disponíveis até 8/2/2013] no site www.fcmsantacasasp.edu.br.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 6, em 13/11/2012. Assine nossa newsletter:http://www.fcmsantacasasp.edu.br. […] informação atualizada em 30/1/2013.

Estudantes da Faculdade Santa Casa de SP levam saúde à população

Até a próxima terça-feira, dia 29/1, alunos de Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo continuam o atendimento à população de São Sebastião (SP) nas atividades previstas no Projeto Expedições Científicas e Assistenciais (PECA). Confira mais detalhes na reportagem da TV Vanguarda, exibida no sábado, dia 26/1. Clique aqui.

Projeto Expedições Científicas e Assistenciais - PECA 2013

Um agradecimento especial a um grande mestre da Medicina

Dr Nelson ProençaA Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo chega ao ano de seu cinquentenário. Essa data marca uma trajetória de conquistas, realizações e inúmeras histórias, resultado de muita dedicação ao longo desse meio século. Para compartilhar as experiências vividas nesse período, o Conectar* escolheu a primeira edição de 2013 para homenagear um ilustre ex-professor da FCMSCSP, o Dr. Nelson Proença, que completou 80 anos de idade e se mudou para outra cidade, onde pretende continuar sua vida profissional como médico dermatologista.

Como forma de agradecimento à Instituição, o Dr. Proença escreveu uma carta ao diretor da Faculdade Santa Casa de São Paulo, Dr. Valdir Golin. O Conectar reproduz abaixo um trecho do texto:

 “Dediquei mais de quatro décadas, de minha vida profissional, prestando serviços a esta nobre instituição: a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Agradeço a oportunidade que me foi dada, de aqui exercer a Cátedra. Sinto-me como um eterno devedor.

Devedor, sim, por permitir que eu pudesse participar de uma das mais legítimas propostas de formação médica que existem no Brasil. Nossa Faculdade é um exemplo a ser seguido. Principalmente nesta época, onde faltam, cada vez mais, propostas legítimas, desprovidas de interesses materiais, que estão baseadas tão somente em valores morais e éticos, orientando a Educação”.

Em resposta a esta carta, Dr. Golin destaca que o Dr. Proença é um exemplo de mestre e médico:

“Foi um grande realizador e responsável pela formação de centenas de dermatologistas, na verdadeira acepção da palavra, além de cuidar da formação também de médicos formados pela FCMSCSP. Sua vinda para a Santa Casa fez florescer a especialidade de dermatologia, seu ambulatório, a humanização do atendimento ao paciente carente, além de elevar cientificamente o nível da Instituição com numerosas publicações científicas e titulações de seus assistentes.

O agradecimento é nosso, caro professor, contudo esta sua atitude mostra realmente aquilo que os grandes mestres, com caráter e dignidade, possuem e que os diferenciam dos medíocres, ao referenciar a Faculdade que lhe propiciou a oportunidade de conviver com os jovens estudantes, com avidez para desenvolver seus conhecimentos, coisa não muito frequente no mundo extremamente competitivo e materialista de hoje”completa Dr. Valdir Golin.

Os ensinamentos e a postura acadêmica do Dr. Proença também marcaram a formação de um dos seus primeiros ex-alunos da Faculdade Santa Casa de São Paulo, o Dr. Marcus Maia. Confira a seguir um trecho de seu depoimento ao ex-professor:

“Além de professor de Dermatologia, recebemos do Prof. Proença ensinamentos para a vida profissional de consultório. Gostaria de comentar sobre a atuação dele como pesquisador Clínico, que sempre enxerga uma oportunidade de estudo exatamente com o nosso cotidiano. As outras contribuições do Professor para a nossa Instituição também são enormes.

Muito importante foi a sua atuação informal constante na defesa da ética em qualquer atividade acadêmica, bem como profissional, contribuindo de maneira decisiva para a consolidação da Dermatologia na nossa Escola e para a sua reputação, amplamente reconhecida. O Prof. Proença mostra e destaca aquilo que podem considerar como um modelo acadêmico, uma pessoa que ao longo de toda a sua vida profissional dignificou a profissão acadêmica, e isso é importante e impactante para a Santa Casa e para o Brasil.

O Prof. Proença, mesmo depois de se aposentar, continua se dedicando de maneira tão intensa à Santa Casa tanto quanto ou mais que antes. Então, penso que há várias lições para se tirar dessa homenagem e gostaria de cumprimentá-lo de maneira enfática e efusiva, especialmente pelo exemplo que ele é para os estudantes, uma pessoa que é um modelo de comportamento e profissional”conclui o Dr. Marcus Maia.

*Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 9, em 22/1/2013. Assine nossa newsletter:http://www.fcmsantacasasp.edu.br.